Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente feminina, 30 anos, procurou seu médico com queixas de crises de rubor em região cervical e face e episódios diarreicos. Foi tratada sintomaticamente por 30 dias e durante o acompanhamento desenvolveu, ainda, episódios de broncoespasmo acompanhando os sintomas anteriores que persistiam, e emagrecimento de 5 kg. Foram solicitados hemograma e Rx de Tórax sem alterações em seus resultados. Evoluiu com quadro de constipação e distensão abdominal acentuada. Realizou então Rx de Abdome agudo que demonstrou alças de intestino delgado dilatadas e níveis hidroaéreos. A alternativa que contém o exame que confirma o diagnóstico mais provável da paciente é:

A
Enema opaco.
B
Lavado brônquico por fibrobroncoscopia.
C
Colonoscopia.
D
Nível urinário de ácido 5-hidroxiindolacético.
E
Cápsula endoscópica.
Seguindo as orientações da American Heart Association (Circulation 2005;112:IV-1-IV5), é correto afirmar:
Seguindo as orientações da American Heart Association (Circulation 2005;112:IV-1-IV5), no que se refere ao tratamento emergencial de arritmias, é correto afirmar que:
Uma gestante sem acompanhamento pré-natal é admitida no centro obstétrico em período expulsivo. Nasce uma criança a termo que se apresenta hipotônica, cianótica e em apneia. O líquido amniótico é claro e ao iniciar os passos de atendimento ao recém-nascido percebe-se que o mesmo se encontra com abdome escavado. Qual a correta sequência na reanimação neonatal?
Considere um paciente com 3 anos, pesando 18 kg com história de tosse e febre alta há 5 dias. Hoje a mãe percebeu que estava “roxinho”, apático, vomitou 15 vezes e parou de urinar. Ao exame: apático, pálido, cianose perioral, batimento de asa do nariz, frequência respiratória de 60 ipm, frequência cardíaca de 180 bpm, temperatura axilar de 37,5°C, PA - 60×35 mmHg. MV diminuído em todo HTD com estertores crepitantes, bulhas em 2T taquicárdicas com sopro sistólico grau II/VI em todos os focos. Abdome distendido, RHA diminuído e fígado palpável a 2 cm de RCD e AX. Pulsos centrais finos, pulsos periféricos não palpáveis, tempo de enchimento capilar 5 segundos. Qual a provável suspeita diagnóstica e conduta adequada?
Compartilhar