Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente feminina, 30 anos, procurou seu médico com queixas de crises de rubor em região cervical e face e episódios diarreicos. Foi tratada sintomaticamente por 30 dias e durante o acompanhamento desenvolveu ainda episódios de broncoespasmo acompanhando os sintomas anteriores que persistiam, e emagrecimento de 5 kg. Foram solicitados hemograma e Rx de Tórax, sem alterações em seus resultados. Evoluiu com quadro de constipação e distensão abdominal acentuada. Realizou então Rx de Abdome agudo que demonstrou alças de intestino delgado dilatadas e níveis hidroaéreos. A alternativa que contém o diagnóstico mais provável da paciente é:

A
Intussuscepção de íleo terminal.
B
Tuberculose intestinal.
C
Tumor carcinoide de intestino delgado.
D
Doença de Crohn ileocecal.
E
Adenocarcinoma de ceco.
O diagnóstico de choque séptico é feito em um paciente com sepse quando:
Considerando o quadro clínico de um paciente de 35 anos de idade, com sintomas de pirose há 8 anos e que há 6 meses passou a apresentar regurgitação, assinale a opção correta.
Qual das manifestações abaixo não está relacionada à insuficiência suprarrenal aguda?
Os fatores prognósticos do adenocarcinoma de endométrio são:
Compartilhar