Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente feminina, 30 anos, procurou seu médico com queixas de crises de rubor em região cervical e face e episódios diarreicos. Foi tratada sintomaticamente por 30 dias e durante o acompanhamento desenvolveu, ainda, episódios de broncoespasmo acompanhando os sintomas anteriores que persistiam, e emagrecimento de 5 kg. Foram solicitados hemograma e Rx de Tórax sem alterações em seus resultados. Evoluiu com quadro de constipação e distensão abdominal acentuada. Realizou então Rx de Abdome agudo que demonstrou alças de intestino delgado dilatadas e níveis hidroaéreos. A alternativa que contém o exame que confirma o diagnóstico mais provável da paciente é:

A
Enema opaco.
B
Lavado brônquico por fibrobroncoscopia.
C
Colonoscopia.
D
Nível urinário de ácido 5-hidroxiindolacético.
E
Cápsula endoscópica.
O seguimento do paciente com cirrose para diagnóstico de Hepatocarcinoma deverá ser feito como?
Homem, 67 anos, com histórico de fraqueza muscular progressiva por 10 anos. Ao exame físico apresentava fraqueza muscular proximal e também nas mãos e pés. CPK (creatinofosfoquinase) era duas vezes o valor normal. Eletroneuromiografia evidencia miosite ativa com achados de neuropatia sobreposta. Sem história familiar. Dos diagnósticos a seguir, qual é o mais adequado?
Lactente de 2 anos de idade é atendido com queixa de distensão abdominal e edema de membros inferiores. Mãe refere emagrecimento, anorexia e irritabilidade a partir de 1 ano de idade. As fezes são semi-pastosas, de cor acizentada, brilhantes e em grande quantidade, sem muco ou sangue. Não apresenta vômitos.Teve aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade; a partir de então recebe frutas, leite de vaca e sopa com legumes, cereais e carnes. Ao exame a criança está desnutrida, com tecido celular subcutâneo escasso, glúteos diminuídos, irritada, hipocorada, anictérica, com edema em membros inferiores e distensão abdominal, sem visceromegalias. O restante do exame físico é normal. Qual a principal hipótese diagnóstica para este caso?
A colangite esclerosante primária é caracterizada por inflamação difusa do trato biliar. Esta patologia está frequentemente associada com:
Compartilhar