Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Cardiologia

Paciente feminina, 42 anos, com história familiar de dislipidemia, vem à consulta com os seguintes exames: colesterol total = 320 mg/dL; HDL = 32 mg/dL; triglicerídios = 655 mg/dL. Qual a conduta mais adequada?

A
Descartar diabetes, iniciar fibrato e repetir exame em 6 meses.
B
Descartar hipotireoidismo, orientar controle dietético e atividade física, iniciar hipolipemiante.
C
Orientar controle dietético e repetir exames em 1 ano.
D
Solicitar amílase e lipase, imediatamente, pelo risco de pancreatite. Iniciar ácido nicotínico como primeira escolha devido aos níveis de triglícerideos.
E
Iniciar tratamento combinado de estatina, genfibrozila e ácido nicotínico pela severidade do caso.
A alocação de enxerto hepático de doador falecido no Brasil é priorizada pelo escore MELD. Esse escore é calculado por uma equação logarítmica utilizando as seguintes variáveis:
Jéssica tem 2 anos e chega ao pronto-socorro com dor e incapacidade de movimentação do membro superior direito. A mãe nega história de trauma e informa que tudo aconteceu quando passeavam na praça: "Doutor, ela tropeçou e ia cair quando eu a puxei e levantei pela mão direita". Ao exame, Jéssica mantém o braço direito fletido, tem dor à movimentação e sua mão está em pronação. O diagnóstico mais provável para Jéssica é:
Antônia tem 28 anos, diagnóstico de doença lúpica e deseja engravidar. Busca aconselhamento para saber de seus riscos e do uso de medicamentos durante a gravidez. Você orienta Antônia e informa que a droga mais adequada para o controle do lúpus durante o período gestacional, é:
Homem, 25 anos, sofre acidente automobilístico com trauma no MIE. Ao exame, apresenta o membro em flexão, adução, rotação interna e encurtamento. Qual é o provável diagnóstico?
Compartilhar