Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Paciente feminina, 81 anos, em tratamento ambulatorial por osteoporose, leu em revista semanal que, atualmente, existem vários tratamentos possíveis para sua condição. Refere já ter lido um pouco sobre cada um deles, mas, junto com sua filha, procura orientação sobre os efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso dessas medicações. Com base no conhecimento dos efeitos colaterais esperados para os medicamentos abaixo listados, numere a coluna da direita de acordo com sua correspondência com a coluna da esquerda.1. Bisfosfonatos orais. 2. Bisfosfonatos parenterais. 3. SERMs*. 4. Ranelato de estrôncio. 5. Teriparatida. ( ) Aumento da ocorrência de “fogachos”. ( ) Aumento do risco de fibrilação atrial e febre. ( ) Elevada incidência de sintomas gastrointestinais. ( ) Pode causar dor muscular, fraqueza e vertigem. ( ) Pode causar pequeno aumento de incidência de trombose venosa profunda. *SERM (modulador seletivo do receptor estrogênico) Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta na coluna da direita, de cima para baixo.

A
2 – 1 – 3 – 4 – 5.
B
3 – 2 – 1 – 4 – 5.
C
3 – 2 – 1 – 5 – 4.
D
2 – 5 – 3 – 1 – 4.
E
4 – 1 – 2 – 5 – 3.
Menina, 5 anos, apresenta edema, hipertensão e hematúria. Há 2 semanas teve piodermite. Qual exame complementar durante o seguimento clínico dessa criança apresenta melhor valor prognóstico?
Mulher, 23 anos, com queixa de náusea e vômito 12 horas após ingestão de carne bovina enlatada. Na avaliação, ela refere diplopia e você percebe disartria, rouquidão e midríase. No período de observação na emergência surgem ptose e fraqueza nos membros superiores. Marque o correto sobre o caso em questão.
Mulher jovem é admitida na UTI 96 horas após herniorrafia inguinal. Apresenta desconforto respiratório e hipotensão arterial, precedidos por rash difuso maculopapular e eritroderma palmoplantar. Nega morbidades ou uso prévio de medicações. Qual o diagnóstico mais provável?
Paciente, sexo feminino, 65 anos de idade, com queixa de perda de peso de 10kg em 3 meses e dor epigástrica após alimentação. Tem história de ter sido operada de úlcera há 20 anos. A endoscopia mostra estômago operado a BII e uma lesão ulcerada tipo Bormann II de 2 cm no colo gástrico com Helicobacter pylori positivo. A melhor conduta é:
Compartilhar