Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Paciente feminina, 81 anos, em tratamento ambulatorial por osteoporose, leu em revista semanal que, atualmente, existem vários tratamentos possíveis para sua condição. Refere já ter lido um pouco sobre cada um deles, mas, junto com sua filha, procura orientação sobre os efeitos colaterais que podem ocorrer com o uso dessas medicações. Com base no conhecimento dos efeitos colaterais esperados para os medicamentos abaixo listados, numere a coluna da direita de acordo com sua correspondência com a coluna da esquerda.1. Bisfosfonatos orais. 2. Bisfosfonatos parenterais. 3. SERMs*. 4. Ranelato de estrôncio. 5. Teriparatida. ( ) Aumento da ocorrência de “fogachos”. ( ) Aumento do risco de fibrilação atrial e febre. ( ) Elevada incidência de sintomas gastrointestinais. ( ) Pode causar dor muscular, fraqueza e vertigem. ( ) Pode causar pequeno aumento de incidência de trombose venosa profunda. *SERM (modulador seletivo do receptor estrogênico) Assinale a alternativa que apresenta a numeração correta na coluna da direita, de cima para baixo.

A
2 – 1 – 3 – 4 – 5.
B
3 – 2 – 1 – 4 – 5.
C
3 – 2 – 1 – 5 – 4.
D
2 – 5 – 3 – 1 – 4.
E
4 – 1 – 2 – 5 – 3.
A respeito do trauma de extremidades, é INCORRETO afirmar:
Segundo dados do Ministério da Saúde, a prevalência de tuberculose no Brasil é de 58 casos por 100.000 habitantes, com aproximadamente 50 milhões de infectados e 6.000 óbitos ocorrendo anualmente. Com relação a essa doença, julgue o item que se segue. Segundo as mais recentes recomendações do Ministério da Saúde, em todos os pacientes sintomáticos respiratórios, ou seja, nas pessoas maiores de 15 anos que busquem serviços de saúde por qualquer motivo e apresentem queixas de tosse e expectoração por três semanas ou mais, deve-se realizar tomografia computadorizada de alta resolução devido a sua elevada sensibilidade e especificidade na detecção de atividade da doença tuberculosa.
Criança de 12 anos, internada com quadro de edema, eritema e dor na região periorbitária do olho esquerdo, refere que, nos últimos dias, de modo estranho, não consegue movimentar o olho esquerdo, preferindo mantê-lo fechado, evitando com isso ver duas imagens. Quando examinado, o paciente encontra-se com as pupilas centradas, e a diplopia piora ao olhar para a direita ou para a esquerda; demonstra também deficiência na abdução do olho esquerdo. Diante do descrito, qual o diagnóstico clínico, a causa da complicação observada e a antibioticoterapia indicada?
Qual das medidas abaixo não deve ser adotada na prevenção da recorrência de urolitíase por oxalato de cálcio em pacientes com hipercalciúria renal?
Compartilhar