Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Paciente feminina, de 28 anos, relata ter percebido aparecimento de “nodulação no pescoço” há 4 meses, de crescimento progressivo e indolor. Ao se proceder ao exame, delimita-se, pela palpação da tireoide, um nódulo firme , de 3 cm de diâmetro aproximadamente, indolor à palpação. Dado esse quadro, qual exame complementar você escolheria levando em consideração seu maior poder de elucidação diagnóstica, sabendo que o TSH da paciente está normal?

A
Cintilografia de tireoide.
B
Ultassonografia de tireoide.
C
Punção aspirativa com agulha fina.
D
Dosagem de calcitonina e tireoglobulina.
E
Dosagem de T3, T4 e TSH.
Durante sua atividade física em um parque da cidade, você presencia um colapso súbito de uma criança com 10 anos de idade que estava caminhando junto com o pai. Na avaliação inicial a criança não responde, não respira e não apresenta pulso central. A conduta imediata é:
Paciente de 34 anos de idade, é atendido com quadro de dor abdominal em cólica localizada no hipocôndrio direito e epigástrio irradiada para dorso associada a náuseas, vômitos e febre de 38,3° C. Ao exame físico, apresenta-se com fácies de dor, levemente taquidispnéica com FC 100 bpm. No exame do abdome, observa-se discreta distensão abdominal, dor a palpação de hipocôndrio direito com sinal de Murphy presente. Qual diagnóstico mais provável desse paciente?
Ao ser chamado para avaliar um senhor de 60 anos de idade no pronto-socorro com queixas de “palpitações” ocasionais, observa-se, durante a monitorização cardíaca, um ritmo cardíaco totalmente irregular, com intervalos R-R diferentes a cada batimento, QRS estreito e ausência de onda P. Assinale a alternativa correta.
Paciente, 40 anos de idade, com quadro de trombose venosa profunda do membro inferior direito, sob tratamento adequado com heparina. Apresenta quadro de embolia pulmonar, hemodinamicamente estável. Ao mapeamento Doppler constata-se trombo não aderido na veia ilíaca direita. Qual a melhor conduta?
Compartilhar