Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Paciente foi submetido à hemitireoidectomia à esquerda. Como particularidade, apresentava há dez anos, cicatriz na região cervical à direita por endarterectomia da carótida. Ao ser entubado, após o término da cirurgia da tireoide, o paciente apresentou dispneia importante, sendo necessária nova entubação. Nessa situação, o diagnóstico e a conduta, são:

A
paralisia do recorrente à esquerda e do vago à direita - traqueostomia.
B
paralisia bilateral do recorrente - manter a entubação até reversão do quadro.
C
paralisia unilateral do recorrente - manter a entubação até reversão do quadro.
D
paralisia do recorrente à direita e do vago à esquerda - traqueostomia.
As doenças do aparelho digestório e do fígado representam causas frequentes de internação hospitalar em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). Julgue o item, acerca dessas afecções. O uso imediato de medicamentos que induzem vasoconstrição esplâncnica (terlipressina e octreotídeo, por exemplo) é recomendado em pacientes com hemorragia digestiva alta secundária à hipertensão portal, especialmente em casos em que o exame endoscópico tiver sua realização retardada.
Um homem de 25 anos de idade procurou a unidade de emergência devido à importante redução da diurese. No exame físico, constatou-se pressão arterial de 110 mmHg x 70 mmHg e durante a inspiração profunda verificou-se que a pressão arterial sistólica era igual a 95 mmHg, frequência cardíaca de 98 bpm, turgência jugular a 45° (com aumento da pressão venosa central - PVC - durante a inspiração), ritmo cardíaco regular, com bulhas hipofonéticas e ruído sistólico semelhante a “ranger de couro novo” em borda external esquerda baixa, sem sopros, pulmões limpos, edemas de membros inferiores (+1/+4), com diurese de 24 horas igual a 80 mL. Resultados de exames laboratoriais: creatinina plasmática = 4,8 mg/dl, ureia plasmática = 110 mg/dl, sódio urinário = 80 mEq/L, osmolalidade urinária = 298 mOsm/kg, fração excretada de sódio (FENa) = 2,3%, potássio plasmático = 5,1 mEq/L. Foi solicitada a realização de eletrocardiograma (ECG) convencional. Considerando as informações apresentadas, julgue o item. As evidências clínicas permitem fazer o diagnóstico de pericardite com sinais de tamponamento cardíaco.
Em relação à vacinação no paciente adolescente pode-se afirmar que:
Um homem de 25 anos de idade procurou a unidade de emergência devido a importante redução da diurese. No exame físico, constatou-se pressão arterial de 110 mmHg x 70 mmHg e durante a inspiração profunda verificou-se que a pressão arterial sistólica era igual a 95 mmHg, frequência cardíaca de 98 bpm, turgência jugular a 45° (com aumento da pressão venosa central - PVC - durante a inspiração), ritmo cardíaco regular, com bulhas hipofonéticas e ruído sistólico semelhante a “ranger de couro novo” em borda external esquerda baixa, sem sopros, pulmões limpos, edemas de membros inferiores (+1/+4), com diurese de 24 horas igual a 80 mL. Resultados de exames laboratoriais: creatinina plasmática = 4,8 mg/dL, ureia plasmática = 110 mg/dL, sódio urinário = 80 mEq/L, osmolalidade urinária = 298 mOsm/kg, fração excretada de sódio (FENa) = 2,3%, potássio plasmático = 5,1 mEq/L. Foi solicitada a realização de eletrocardiograma (ECG) convencional. Considerando as informações apresentadas, julgue o item. Neste caso, a verificação de redução do nível da pressão arterial sistólica durante a inspiração constitui o pulso paradoxal, que, de fato, representa um fenômeno oposto ao que ocorre na fisiologia cardiovascular normal, qual seja, aumento da pressão sistólica durante o ato inspiratório.
Compartilhar