Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Reumatologia

Paciente G4P1A3 (3 abortamentos espontâneos entre 6-8 semanas seguidos de parto vaginal de feto morto com 28 semanas por DPPNI) chega ao consultório para consulta pré-natal com diagnóstico de síndrome do anticorpo antifosfolípide. Qual a melhor conduta no caso?

A
Suplementação de progesterona via vaginal até 12 semanas e AAS 100 mg/dia do diagnóstico até o final da gestação.
B
Enoxaparina 40 mg/dia + AAS 100 mg/dia do diagnóstico até o final da gestação.
C
Enoxaparina 40 mg/dia no 1° e 3° trimestre e warfarin 5 mg/dia no 2º trimestre + AAS 100 mg/dia toda a gestação.
D
Warfarin 5 mg/dia + AAS 100 mg/dia do diagnóstico até o final da gestação.
E
AAS 100 mg/dia a partir de 14 semanas até o final da gestação.
Durante laparotomia sob anestesia geral balanceada, o paciente esboça movimento. O valor do BIS (índice bispectral) passa de 40 para 45, a pressão arterial e a frequência cardíaca aumentam 20% e há 2 respostas ao estímulo do nervo periférico (TOF). A conduta que deve ser instituída é:
Em relação às doenças exantemáticas na criança, assinalar a alternativa CORRETA:
Sobre o divertículo de Meckel, é correto afirmar:
Considere uma paciente de 35 anos, sexo feminino, apresentando dor intensa à palpação e à deglutição em região cervical anterior baixa, sem sinais logísticos. A alternativa correta é:
Compartilhar