Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Pneumologia

Paciente hipertenso de longa data desenvolve dor precordial progressiva com irradiação para o dorso e abdome, distensão abdominal, ausência de pulso em membros inferiores. No momento da admissão na emergência, a sua pressão arterial é de 220/130mmHg em MMSS e 140/80 em MMII. Qual a melhor conduta para controle da pressão arterial? Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição.

A
Hidralazina venosa.
B
Diazóxido venoso.
C
Beta-bloqueio seguido de nitroprussiato de sódio.
D
Bloqueador de canal de cálcio sublingual.
E
Inibidor de ECA sublingual.
Paciente com insuficiência renal aguda, informa dor intensa no flanco direito com irradiação para a região inguinocrural. A hipótese mais provável para a origem dessa insuficiência renal é:
Na insuficiência renal aguda intrínseca, podemos afirmar que:
Mulher, 42 anos de idade, apresenta intolerância a alimentos gordurosos. Não relata episódios prévios de icterícia ou dor abdominal. O exame ultrassonográfico do abdome demonstrou o diagnóstico de colecistopatia crônica calculosa. Com relação ao caso descrito é correto afirmar:
Mulher de 22 anos, primigesta, grávida de 31 semanas pela DUM, sem acompanhamento pré-natal, chega ao hospital com queixa de cefaleia, dor abdominal e turvação visual. Nega antecedente de hipertensão arterial. Apresenta PA = 160x110 mmHg, altura uterina de 28cm, BCF = 155bpm, sem contrações uterinas, edema ++/++++ de membros inferiores. Qual deve ser a conduta?
Compartilhar