Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Paciente masculino, 19 anos, procura atendimento devido a lesão em coxa direita. Informa que o quadro teve início com uma area com induração com eritema, dor e calor local. Houve aumento de tamanho. Ao exame físico, apresentou Tax = 37,2° e lesão com flutuação, circundada por area de celulite. A conduta mais adequada é:

A
adoção de medidas locais, como repouso e elevação da perna direita, proteção da lesão contra trauma e calor local.
B
prescrição de analgésicos e antibioticoterapia.
C
realização de incisão no ponto de maior flutuação, drenagem e curativo ao final do procedimento; o curativo deverá ser trocado diariamente.
D
prescrição de repouso e elevação da perna direita; analgésicos e aguardar drenagem espontânea.
E
instituição de antibioticoterapia por 07 dias antes de ser efetuada a drenagem.
Menina de 8 meses é levada pela mãe ao posto médico do bairro onde reside, por estar apresentando coriza leve há 2 dias. A mãe nega hipertermia. Examinando o registro de imunizações da paciente, constatou-se que não foram efetuadas a terceira dose da vacina tetravalente e a segunda dose da vacina contra Rotavírus. Qual deve ser a atitude do médico em função desse achado?
Lactente de 7 semanas de vida, filho de mãe HIV+, sem intercorrências pós-natais, eutrófico e mamando fórmula láctea modificada para o primeiro semestre de vida, deve estar em uso, no momento, de:
A alternativa farmacológica ao fechamento cirúrgico da persistência do canal arterial (PCA), no período neonatal, é:
Um trabalhador de uma oficina mecânica é internado, na emergência, com cólicas abdominais, naúseas, vômitos, diarreia, mialgia, fraqueza e anemia microcítica e ferropriva. Suspeita-se de intoxicação por um agente químico. Entre as alternativas abaixo, o agente químico, com maior probabilidade de ser o responsável por esse quadro clínico, é:
Compartilhar