Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Paciente masculino, 35 anos, pedreiro, morador de Curitiba, chega ao pronto-socorro com quadro de cefaleia e mialgias intensas que se iniciaram há 2 dias e estavam piorando progressivamente. No dia da consulta, notou urina escura e coloração amarelada na pele. Familiares referem que o paciente não viaja há mais de 6 meses. Ao exame apresenta-se em regular estado geral, febril, letárgico, com força muscular e tônus muscular preservados, porém havia rigidez de nuca +/4+, icterícia +++/IV, petéquias subconjuntivais, fígado e baço não eram palpáveis. Colhido liquor, este era claro, com 98 leucócitos, sendo 80% de células linfomononucleares. Glicose e proteínas eram normais. Não se observaram bactérias no GRAM; leucograma com 14.500 leucócitos, 20% bastões; 70% de segmentados e 0 (zero) eosinófilo e plaquetas = 74.000; Na+ = 135 mEq/l; K+ = 2,0 mEq/l; creatinina = 5,2 mg/dl; bilirrubina total de 12 mg/dl com 9,0 de direta; AST(TGO) e ALT(TGP) de 100 e 110 UI. Com esses dados, você pode considerar como principal hipótese:

A
Febre Amarela.
B
SIDA com infecção pelo Citomegalovírus.
C
Dengue Visceral.
D
Meningite.
E
Leptospirose.
Assinale a melhor alternativa terapêutica ao binômio materno-fetal em gestante alérgica à penicilina, após dessensibilização com VDRL positivo com titulação de 1/16 e FTA - ABS positiva.
Sobre distúrbios respiratórios do período neonatal, está INCORRETO afirmar que:
Sobre a utilização da ecografia torácica no manejo das efusões pleurais parapneumônicas em pacientes pediátricos, podemos considerar como limitação(ões) intrínseca (s) do método diagnóstico:
Pedro, 2 anos de idade, chega ao PS com história de febre alta há 1 dia associada a vômitos e queda do estado geral. Ao exame físico, apresentava-se em mau estado geral, má perfusão periférica, sem sinais meníngeos e sem déficits neurológicos focais e presença de petéquias em face e tronco. Realizada coleta de LCR por punção lombar, obtivemos o seguinte resultado de exame: 200 leucócitos por mm³, sendo 80% neutrófilos, proteinorraquia de 40 mg/dl e glicorraquia de 50 mg/dl. Em relação ao diagnóstico, o mais provável é:
Compartilhar