Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Nefrologia

Paciente masculino, 67anos, hipertenso prévio em uso de Propranolol 80mg/dia e com história de Diabetes Mellitus há 10 anos, em uso de Metformina; Chega à emergência com Quadro de Dispneia, Cansaço, Cianose, Anorexia, Náuseas, Vômitos que iniciaram há 02 semanas e se intensificaram há 01 dia. Relata também que iniciou edema de membros inferiores e face há 03 dias. Apresentava também secreção pulmonar purulenta. Ao exame: MEG, Mucosas descoradas (3+/4), PA(220/140 mmHg), FC(140bpm), CV (RR, 2T, Bnf), Resp (Mv Preservado com estertores bilaterais até o ápice). Edema de Membros Inferiores (3+/4). Exames Laboratoriais: Htc (30) Hb(10) Leucócitos (15.700) Bastões (30%) Segmentados (46) Plaquetas (150.000) Glicemia (600 mg/dl) ; Ureia (560 mg/dl); Creatinina (10mg/dl); K(7,8) Gasometria Arterial: pH(7,05) pO2(60); pCO2 (30); Bic (10); BE(-15); Sat(85%) Parcial Urina com Glicose (+++) Corpos Cetônicos (++) Rx Tórax com congestão pulmonar e foco de consolidação em base direita. Diante do Quadro clínico exposto acima responda a seguinte questão: A Gasometria Arterial Indica o seguinte:

A
Alcalose Metabólica devido a Insuficiência Renal;
B
Alcalose Metabólica devido a compensação Pulmonar
C
Acidose Metabólica devido a Insuficiência Renal e Cetoacidose Diabética
D
Acidose Respiratória devido a Descompensação Pulmonar
E
Alcalose Respiratória devido a Taquipneia
São fatores de risco para o câncer gástrico: I- contato com asbestos II- alimentos defumados III- vegetais IV- vitamina C V- Helicobacter Pylori Estão corretas:
Paciente feminino, 68 anos, procurou o seu consultório para avaliação de rotina. Relata hipertensão arterial e encontra-se em uso de losartan 50 mg ao dia. Nega outras doenças. Os exames iniciais revelaram glicemia em jejum de 132 mg/dl, colesterol total de 238 mg/dl, HDL colesterol 42 mg/dl, triglicerídeos 155 mg/dl, função renal normal. Em exame confirmatório, a paciente apresenta glicemia em jejum de 128 mg/dl. Em relação à conduta a ser tomada neste caso, assinale a alternativa CORRETA.
Lactente de 1 ano e 6 meses, com diagnóstico prévio de Tetralogia de Fallot, em uso de propranolol. Trazido ao pronto socorro pela mãe, pois ficou roxinho, após aplicação da vacina BCG no posto de saúde. Ao exame encontrava-se cianótico 3+/4+, agitado e chorando. Foi colocado em oxigenoterapia. FC = 176 bpm, pulsos fortes e perfusão limítrofe. FR = 36 ipm, esforço leve a moderado, pulmões limpos. O fígado não era palpável e o abdômen era flácido. Referente ao caso, está correta a seguinte afirmativa:
Paciente de 19 anos, sexo feminino, deu entrada na Sala de Reanimação do Hospital com quadro de confusão mental, febre (39ºC), queda do estado geral e cansaço aos mínimos esforços há dois dias. Acompanhante relata o início súbito dos sintomas. Há dois dias a paciente estava hígida e não havia antecedentes dignos de nota. O exame físico demonstra palidez cutânea mucosa, confusão mental e rebaixamento do nível de consciência, sem outras alterações. Exames complementares: Hb/Ht: 8,5/26 (VCM: 85/HCM: 28); leucócitos: 20.000 (meta: 0/bast: 3/segmentados: 65/eosinófilos: 2/basófilos: 1/linfócitos: 25/monócitos:4%); plaquetas: 98.000; ureia/creatinina: 180/2,2; Na/K: 145 mEq/L/4, 4 mEq/L; glicose: 98 mg/dl; DHL: 1080; VHS 110. Análise morfológica do sangue periférico revela anisocitose (2+), com presença de esquizócitos em moderada quantidade. Para esse caso, a principal hipótese diagnóstica é:
Compartilhar