Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Paciente masculino de 25 anos, previamente hígido, apresenta-se com queixa de discreta dor torácica, à direita, de início há cerca de 12 horas. Uma radiografia do tórax demonstrou a presença de pneumotórax à direita com volume inferior a 20% do hemitórax, sem doença pulmonar subjacente. Ao exame físico, apresenta-se eupneico, normotenso (120 x 80 mmHg), com frequência cardíaca de 88 bpm em repouso e murmúrio vesicular reduzido à direita. Qual a conduta mais indicada inicialmente?

A
Drenagem pleural intercostal direita subaquática.
B
Punção aspirativa aliviadora.
C
Toracotomia axilar direita com pleurodese.
D
Drenagem pleural intercostal direita com pleurodese química pelo dreno.
E
Repouso e observação.
Leila, 39 anos, notou aumento da mama com endurecimento focal, calor e rubor há 4 meses. Automedicou-se com pomadas, sem melhora. Há 2 semanas surgiram febre e ulceração em mama, com saída de secreção purulenta. A mamografia revela “classificação de Bi-rads 4’’. Cybele amiga de Leila tem 45 anos e apresenta sangramento uterino anormal. Aproveita a consulta para mostrar o resultado do seu preventivo, cujo laudo foi AGUS (Atipias em Células Glandulares de Significado Indeterminado) com processo inflamatório. A conduta é fazer:
A síndrome de Patau é uma trissomia cromossômica do par:
Com relação ao diagnóstico das hepatites virais, podemos afirmar:
Paciente, sexo feminino, 38 anos de idade, submetida à videolaparocolecistectomia por colecistolitíase, cursa, logo após a extubação no centro cirúrgico, com rigidez do masseter e cianose. Dados vitais, pulso: 140 bpm, frequência respiratória: 36 ipm, temperatura axilar: 41°C. Ao monitor cardíaco, o ritmo era taquicardia supreventricular. Gasimetria arterial mostrava acidose mista. Lactato arterial: 5,0. O diagnóstico mais provável da síndrome apresentada por essa paciente é:
Compartilhar