Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Paciente masculino de 35 anos admitido no PS, deambulando com dificuldade, confuso, sem familiares para relatar sobre medicações, drogas ilícitas e doenças prévias. Na avaliação inicial apresentou Glasgow 13, LCR normal, RX de tórax e tomografia de abdome sem alterações. Sem lesões em pele e sem sinais de emagrecimento. PA 140/80 mmHg, FC 135 bpm, temp. 40,5ºC, FR 20 ipm. Hemograma e PCR normais. Dentre as possíveis causas desse quadro, NÃO é compatível com a clínica do paciente:

A
Uso de metoclopramida por 10 dias, que levou a síndrome neuroléptica maligna;
B
Uso abusivo de Methylenedioxymethamphetamine (MDMA) – "ecstasy";
C
Tentativa de suicídio com dose elevada de Ácido Acetilsalicílico (AAS);
D
Hemorragia cerebral;
E
Uso abusivo de álcool nas últimas horas.
O neurotransmissor e a região do sistema nervoso central mais fortemente implicados na etiopatogenia do delirium são:
Gestante apresentou conversão do VDRL 1:8 na 35ª semana de idade gestacional. Foi realizado tratamento com três doses de Penicilina Benzatina 2.400.000UI com intervalo de uma semana entre estas. Três semanas após o término do tratamento, entrou em trabalho de parto e deu a luz por via transvaginal a recém-nascido do sexo masculino, com peso ao nascer de 2800 gramas, Capurro somático de 38 semanas e 2 dias, adequado para a idade gestacional (AIG), em boas condições de vitalidade. De acordo com o quadro descrito, pode-se afirmar que:
Qual dos dados abaixo não faz parte do critério hematológico para LES?
Em uma paciente de 39 anos, com um primeiro resultado de colpocitologia oncótica revelando atipias glandulares endocervicais AGC-NOS (Atypical Glandular Cells Not Otherwise Specified), a propedêutica mais indicada é:
Compartilhar