Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Paciente masculino, de 48 anos de idade, proveniente da Bahia, é admitido em um hospital geral do Distrito Federal, com hematêmese. Sua pressão arterial é de 90/60 mmHg. O exame físico apresenta esplenomegalia e ascite, e o hematócrito inicial é de 26%. Nega o uso de álcool, porém, refere banhos em lagoa na adolescência e de conhecer o caramujo. A sucção por sonda nasogástrica resultou em 300 ml de sangue fresco. Após as reposições iniciais, esse homem deveria ser submetido a:

A
Tamponamento esofágico com balão.
B
Endoscopia digestiva alta.
C
Esofagograma baritado.
D
Angiografia seletiva.
E
Laparotomia exploradora.
MLS, 50 anos, feminina, foi consultar por quadro de fraqueza, dispneia e por notar sua pele mais amarela há quatro dias. Refere ter apresentado febre com tosse seca há uma semana. Agora se encontra afebril, com melhora da tosse. Ao exame físico, apresenta mucosas hipocoradas, ictéricas, acianóticas, PA = 110/70 mmHg, FC = 120 bpm. Não apresenta adenomegalias nem hepatoesplenomegalia. Ausculta pulmonar e cardíaca sem alterações, exceto taquicardia. Exames Laboratoriais: Hemograma: Hemácias = 2.500.000/mm³, Hb = 8,5g/dl, Hlco = 25%, Leucócitos = 10.000/mm³ (bast = 4%Seg, = 59%eos = 3% linf = 31% mon = 3%) Plaquetas = 210.000 mm³, Bilirrubina direta = 0,4mg/dl, bilirrubina indireta = 3,7mg/dl Coombs direto = positivo. Qual o diagnóstico mais provável e a conduta a ser tomada?
Em relação a otite média aguda (CMA) na infância, o aspecto da membrana timpânica ao exame atoscópico que traduz maior sensibilidade e especificidade para o diagnóstico é:
Um menino de 7 anos recebe no pronto-socorro um diagnóstico de sinovite transitória de quadril. A anamnese, com as queixas clínicas relatadas, deve incluir os seguintes itens, EXCETO:
A melhor conduta para a mulher de 45 anos com diagnóstico de hiperplasia ductal atípica realizada por core biopsy estereotoráxica de uma lesão de microcalcificações agrupadas em 0,5 cm², tipo BI-RADS 4C, na sua opinião é:
Compartilhar