Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente masculino de 65 anos de idade deu entrada no pronto-socorro com quadro sugestivo de abdome agudo obstrutivo. O exame de Rx simples de abdome revelou uma imagem de “U invertido”. Qual o provável diagnóstico?

A
Bridas.
B
Neoplasia de cólon esquerdo.
C
Pseudo-obstrução colônica funcional.
D
Invaginação intestinal.
E
Volvo de sigmoide.
Em relação ao nódulo solitário da tireoide, é correto afirmar que:
G.S.N., 42 anos, sexo masculino, pardo, casado, evangélico, professor, procedente do Bairro Jardim Primavera, procurou a USF local com queixa de "dor nas costas e febre". Refere que há aproximadamente 1 semana, iniciou quadro clínico com disúria, evoluindo há três dias com febre e calafrios, além de dor em hipogástrio, irradiada para flanco e região lombar direita, tipo cólica, moderada e intermitente. Em relação aos antecedentes pessoais patológicos, refere infecções urinárias de repetição, assim como, litíase renal. Ao exame físico, paciente em regular estado geral, lúcido e orientado no tempo e espaço, fáscies de dor, febril (39ºC), eupneico (18 irpm), taquicárdico (106 bpm), normocorado, hidratado, anictérico, IMC = 33 kg/m2, PA 140x90 mmHg. Glicemia de 105 mg/dL. O SINAL SEMIOLÓGICO que reforça a principal hipótese diagnóstica para este caso é o Sinal de:
Homem de 60 anos com queixa de diminuição do jato urinário, esforço para iniciar a micção, sensação de esvaziamento vesical incompleto e nictúria três vezes por noite há cinco anos, evoluindo com piora no último ano. Refere que tais sintomas o incomodam e diminuem sua qualidade de vida. Não apresenta comorbidades, nem faz uso de medicamento. Ao toque retal apresenta próstata de aproximadamente 50 cm3 parenquimatosa, consistência fibroelástica, limites precisos e sem nódulos. Exames complementares: PSA total = 3,6 / PSA livre = 1,2 / Creatinina = 1,0 / Urina 1 = normal / Urocultura = negativa US de Vias Urinárias = rins sem alterações e ausência de dilatação do trato urinário. Bexiga com contornos regulares, sem espessamentos da parede. Próstata (transabdominal) com volume de 48,6 cm3, sem projeção intravesical. Volume vesical pré-miccional de 358 ml e pós-miccional de 80 ml. Considerando as informações acima, a melhor opção para o tratamento do paciente é:
Em relação ao paciente com aterosclerose periférica e insuficiência arterial crônica dos MMII, considere as seguintes afirmativas: 1. As drogas que inibem a função plaquetária são utilizadas para diminuir a síndrome de reperfusão após a reconstrução arterial. 2. O tratamento clínico é preconizado preferencialmente nas fases I e II da classificação de Fontaine, na doença arterial crônica dos MMII. 3. O uso de antiplaquetários na doença arterial crônica não diminui a incidência de eventos cardiovasculares. 4. O fumo tem efeito aterogênico, vasoconstritor e trombogênico. 5. A proteção contra o frio é a medida mais eficaz para aumentar o fluxo sanguíneo no membro inferior com isquemia crônica. Assinale a alternativa correta.
Compartilhar