Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Paciente negro, 45 anos, internado no HCTCO há 25 dias, com quadro de empiema pleural, BAAR negativo em três amostras, biópsia pleural inespecífica, apresentando ao raio- X: dreno tórax bem posicionado, nível hidroaéreo, espessamento pleural e cavidade empiemática com mais ou menos 350 ml. Qual a melhor conduta?

A
Toracotomia para decorticação.
B
Video-toracoscopia.
C
Pleurodese.
D
Pleurostomia a Eloesser.
E
Plumbagem.
As manifestações inflamatórias da artrite reumatóide costumam poupar, caracteristicamente:
Paciente feminino, 49 anos, emagrecimento de 8 kg nas últimas 4 semanas, insônia, tremores e labilidade emocional. Peso atual = 72 kg. Tireóide de tamanho normal, sem nódulos, móvel e de consistência fibroelástica. Exames laboratoriais: TSH 0,001 (referência: 0,4-4,0mUI/mL) e T4L 1,60 (referência: 0,8-1,9ng/dL). Anticorpo anti-tireoglobulina positivo. Captação tiroidiana nas 24h (I131): 20%. A PRINCIPAL HIPÓTESE diagnóstica é: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição
Ao ser chamado para assistência ao recém-nascido em sala de parto, você é informado de que a gestação é a termo, a mãe tem pré-natal completo e sem intercorrências, o trabalho de parto durou cerca de cinco horas, as membranas foram rompidas no ato e o líquido amniótico é claro e com grumos. No momento do nascimento, o período expulsivo foi prolongado e o bebê nasce em apnéia. A conduta inicial MAIS APROPRIADA será: Referência: SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA - Curso de reanimação Neonatal.
Recém-nascido a termo, idade gestacional 38 ½ semanas, nascido de parto natural com peso = 3460g, Apgar 8/9, evoluiu com máculas eritematosas em todo tegumento e pústulas em face, tronco e abdome. O diagnóstico MAIS PROVÁVEL é:
Compartilhar