Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Paciente no 3º trimestre da gestação apresenta episódio de sangramento vaginal e coloração vermelho-vivo indolor. Indicado exame ultrassonográfico, que servirá para:

A
avaliar a vitalidade fetal.
B
localizar a área de descolamento placentário.
C
descartar ou confirmar a presença de inserção baixa da placenta.
D
orientar a punção amniótica para descartar hemoâmnio.
E
medir a prega nucal do feto.
Homem trabalhador rural, 68 anos de idade, apresenta baixa acuidade visual progressiva, bilateral, para longe, há 9 meses, sendo mais pronunciada no olho direito. Refere que sua visão para perto melhorou sem correção nesse período. É tabagista 22 anos/maço e nega qualquer doença sistêmica. Quais são, respectivamente, a hipótese diagnóstica, o tipo da lesão e o fenômeno presente no caso?
Paciente, 74 anos de idade, refere lesão distrófica na perna direita há 1 mês. Na arteriografia observa-se lesão no território aorto-ilíaco à direita, TASC A. Para esta classificação do TASC (Transatlantic Inter-Societal Consensus), a melhor conduta é:
Recentemente a mãe percebeu um abaulamento no abdome do filho de 4 anos durante o banho, e o levou ao seu consultório para avaliação. Ele não possui história de vômitos ou dor abdominal e está com evacuações normais. O exame físico revela pressão arterial em repouso de 130/88mmHg, frequência cardíaca de 82bpm, palidez e uma firme massa abdominal lateral esquerda que não cruza a linha média. Qual é a explicação mais provável para esses achados?
Recém nascido com 18 dias de vida, apresentando distensão abdominal e vômitos biliosos persistentes, desde o nascimento. Seio materno exclusivo. Rx de abdômen evidenciou imagem da dupla bolha. O diagnostico provável, nesse caso, é:
Compartilhar