Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Hepatologia

Paciente portadora de vírus da hepatite C apresenta ecografia recente com heterogeneidade do parênquima hepático e biópsia com perda da arquitetura histopatológica. Refere há 24 horas hematêmese e melena em grande quantidade, com astenia progressiva e desconforto abdominal. Ao exame, está pálida, sonolenta, PA 70/30 mmHg, FC 140, FR 24, afebril. Na abordagem inicial de emergência, qual a conduta mais apropriada?

A
Tratamento endoscópico imediato de varizes de esôfago.
B
Octreotide e transfusão de plasma e papa de hemácias.
C
Estabilização volêmica e posterior endoscopia digestiva alta.
D
Endoscopia digestiva alta somente após adequada ressuscitação volêmica com plasma e albumina.
E
Albumina e terlipressina e se não houver disponibilidade de endoscopia digestiva alta usar o balão de Sengstaken-Blackmore.
Homem de 60 anos apresenta claudicação em membro inferior direito para andar 50 metros. Há 1 mês, sofreu trauma em hálux direito que desencadeou ferida que ainda não cicatrizou. AP: tabagista, HAS e DM tipo II. EF: do membro inferior direito: presença de pulsos palpáveis (4+/4) até região de poplítea, sem pulsos distais. Além dos cuidados locais com a ferida, a conduta mais adequada deve ser
Considerando um paciente de vinte e oito anos de idade que apresente cólica renal aguda decorrente de litíase renal, julgue o item a seguir. O componente mais frequente de cálculo renal é o ácido úrico.
Considerando o tratamento de rinossinusite crônica, qual das alternativas abaixo NÃO representa uma alternativa aceitável?
Menino, 3 anos de idade, encaminhado da unidade básica de saúde para avaliação de tumor abdominal. A mãe afirma ter notado a presença desta alteração durante o banho na última semana. Refere que seu filho era previamente hígido e sem comorbidades, com exceção de episódios de febre baixa (38C), recorrente nos últimos 15 dias. Ao exame físico, nota-se criança em bom estado geral, eupneica, hidratada, hemodinamicamente normal; abdome com abaulamento em flanco esquerdo, relacionado à tumoração abdominal endurecida, pouco móvel, indolor, localizada a aproximadamente 8 cm do rebordo costal esquerdo. A Radiografia de abdome realizada na origem observa-se presença de imagem volumosa radiopaca, com efeito de massa em flanco esquerdo, deslocando alças intestinais para a direita e ausência de sinais radiológicos sugestivos de obstrução intestinal. Considerando a investigação do tumor abdominal na infância, qual é o primeiro exame de imagem a ser realizado e o diagnóstico mais provável para o caso clínico descrito?
Compartilhar