Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Paciente procura atendimento com queixas sugestivas de anemia. Eritrograma mostra Hb = 6,0 e VCM = 121. Com base nestes dados, qual das hipóteses abaixo deve ser excluída do diagnóstico diferencial?

A
Anemia megaloblástica.
B
Anemia da insuficiência hepática.
C
Anemia do hipotiroidismo.
D
Talassemia.
E
Síndrome mielodisplásica.
Laura, 17 anos, com uma erupção malar tipo “asa de borboleta”, anemia com reticulocitose, artrite não erosiva e pleurite procurou sua pediatra, a qual solicitou um autoanticorpo, cujo resultado evidenciou altos títulos. A médica associou esse achado ao estágio de doença em atividade e à nefrite. Provavelmente, tratava-se de um quadro de
A obesidade é um importante fator de risco para doenças não transmissíveis; é importante para o médico implementar ações de prevenção e de promoção da saúde, dentre elas, orientar a perda de peso. Considere as afirmações abaixo: I - A perda de peso em indivíduos hipertensos é, geralmente, acompanhada da redução da pressão arterial, o que pode acarretar em redução da necessidade de medicação anti-hipertensiva. II - O sobrepeso está associado à diminuição da tolerância à glicose; a perda de peso para pacientes com diabetes tipo 2 pode refletir em uma menor necessidade de medicação hipoglicemiante. III - A apneia do sono é comum entre obesos e é apontada como fator de risco independente para doenças cardíacas. Quais estão corretas?
Um homem de 56 anos, hipertenso de longa data, queixa-se de cansaço e palpitações há cerca de 1 mês. Está em uso diário de enalapril 20 mg, atenolol 100 mg e hidrocloritiazida 12,5mg. Ao exame clínico encontra-se eupneico, com discreta estase jugular, pulso arrítmico com 100 bpm, PA: 140x90 mmHg, sopro sistólico suave em foco mitral (+/++++), pulmões limpos, fígado não palpável e sem edemas periféricos. ECG atual revelou ritmo de fibrilação atrial sem outras alterações. Apresentava ritmo sinusal no traçado de 4 meses atrás. Realizado ecocardiograma que mostrou discreta dilatação do átrio esquerdo e função contrátil ventricular esquerda conservada (fração de ejeção de 0.55), sem segmentos discinéticos, discreto refluxo das valvas mitral e tricúspide, com pressão arterial pulmonar de 37 mmHg. O melhor procedimento neste caso é:
Na classificação de Fontaine relativa à doença arterial obstrutiva periférica (DAOP), a claudicação intermitente moderada classifica-se como
Compartilhar