Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Paciente, sexo feminino, 24 anos de idade, vítima de acidente automobilístico, dá entrada na sala de emergência desacordada, afásica sem abertura ocular e localiza a dor ao estímulo álgico. Apresenta respiração ruidosa e utiliza musculatura acessória. O pulso é taquisfígmico e fino. Tensão arterial: 67 X 34 mmHg. Mucosas descoradas ++++/IV, extremidadas frias e cianóticas. A ausculta pulmonar é abolida à esquerda, com estase de jugular e hipertimpanismo na caixa torácica ipsilaterais. Diante do exposto, a medida mais precoce a ser instaurada pelo médico emergencista é:

A
punção venosa periférica e administração de solução cristaloide isotônica; tipo Ringer Lactado
B
punção do hemitórax esquerdo com gelco 14 no 2ª espaço intercostal
C
providenciar via aérea definitiva
D
toracostomia com tubo à esquerda no 5º espaço inercostal
E
iniciar infusão de vasopressor (norepinefrina)
A cardiopatia congênita mais frequente é a:
Sobre a litíase urinária, considere as seguintes alternativas: 1. A composição da litíase urinária coraliforme geralmente é estruvita e na maioria das vezes está associada à infecção urinária por germe produtor de urease. 2. A nefrolitotripsia percutânea é um tratamento eficaz para os cálculos renais maiores que 3 cm. 3. A ureterolitotripsia apresenta excelentes resultados para o tratamento dos cálculos de ureter inferior não infectados, na falha do tratamento clínico. 4. A litotripsia extracorpórea por ondas de choque pode ser utilizada como primeira escolha de tratamento para todos os cálculos renais, mesmo que na vigência de infecção urinária. 5. Os cálculos de bexiga geralmente são secundários. Assinale a alternativa CORRETA:
Qual o principal objetivo da triagem neonatal para anemia falciforme?
O trauma é importante problema de saúde pública, sendo que o tipo de atendimento inicial pode reduzir a morbimortalidade associada. Considerando um paciente vítima de acidente automobilístico, que apresente vias aéreas permeáveis, porém com respiração inadequada, taquidispneia e escore de 7 na escala de coma de Glasgow, julgue os itens subsequentes. Caso se opte pela intubação endotraqueal com a chamada indução em sequência rápida, o paciente deve receber um agente anestésico de ação rápida seguido de um agente de bloqueio neuromuscular.
Compartilhar