Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Gastroenterologia

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Paciente, sexo feminino, 60 anos de idade, queixa-se de sangramento ao evacuar, além de nódulo na região anal. Ao exame físico, foram notados mamilos hemorroidários, prolapsados que não retornam ao interior do ânus. A melhor conduta para essa paciente é:

A
Solicitar colonoscopia e, após descartadas outras causas de sangramento intestinal, programar hemorroidectomia.
B
Solicitar colonoscopia e, após descartadas outras causas de sangramento intestinal, programar ligaduras elásticas.
C
Solicitar retossigmoidoscopia e, após descartadas outras causas de sangramento intestinal, programar ligaduras elásticas.
D
Solicitar enema opaco e, se normal, programar ligaduras elásticas.
E
Realizar hemorroidectomia e solicitar exames complementares apenas se a paciente apresentar perda ponderal ou dor abdominal.
Homem trazido à emergência após acidente de trânsito queixava-se de dor cervical. A sensibilidade estava presente, mas nenhuma função motora mostrava-se preservada abaixo do nível neurológico de C6 (Frankel B). Além de garantir adequada ventilação e via aérea permeável, outras condutas devem ser adotadas. Considere as propostas abaixo. I – Investigação inicial da coluna cervical com radiografia simples e imobilização. II - Manutenção da pressão arterial média acima de 85 mmHg com expansores de volume ou fármacos vasoativos. III - Infusão de altas doses de metilprednisolona. Quais delas estão de acordo com o protocolo de manejo do trauma raquimedular cervical?
Sobre a Síndrome de Prader Willi, analise os itens abaixo: I. Doença genética que provoca retardo mental, flacidez, necessidade de comer constantemente, atraso no desenvolvimento motor, obesidade e defeitos no aparelho reprodutor. II. A alteração nos genes dos portadores deve-se à ausência de um segmento no cromossomo 15 herdado da mãe, o que compromete as funções do hipotálamo e desencadeia os sintomas da doença desde o seu nascimento. III. A descoberta precoce da doença permite uma intervenção rápida, que consiste na administração de hormônio do crescimento. Isso ajudará no desenvolvimento da criança e diminuirá a necessidade constante de se alimentar, evitando problemas com a obesidade. Está (ão) INCORRETO (S):
Neonato de 37 e 2/7 semanas de idade gestacional, nascido de cesariana eletiva sem intercorrências. Com 5 horas de vida iniciou quadro de taquipneia (FR = 80ipm), gemido expiratório, retração de caixa torácica e batimento de asa de nariz. Solicitado Raio X de tórax, que mostrava congestão vascular peri-hilar, infiltrado intersticial bilateral, espessamento de cisuras entre lobos superior e médio direitos e retificação de arcos costais. Qual provável hipótese diagnóstica desse paciente?
Criança de 3 anos, com história ou crises convulsivas, em uso regular de fenobarbital, dá entrada no pronto-socorro com convulsão tônico clônico generalizada de duração maior do que 15 minutos, segundo relato dos pais. Mãe refere que a criança não recebeu as últimas 2 doses da medicação. Qual é a sequência ADEQUADA de condutas para esse caso?
Compartilhar