Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Paciente, sexo feminino, 65 anos de idade, com queixa de perda de peso de 10kg em 3 meses e dor epigástrica após alimentação. Tem história de ter sido operada de úlcera há 20 anos. A endoscopia mostra estômago operado a BII e uma lesão ulcerada tipo Bormann II de 2 cm no colo gástrico com Helicobacter pylori positivo. A melhor conduta é:

A
Tratar H. pylori e repetir endoscopia com biópsia.
B
Quimioterapia e radioterapia.
C
Gastrectomia total com linfadenectomia D2.
D
Gastrectomia paliativa.
Em relação ao diabetes insipidus, é correto afirmar que:
Dilatação da parede esofágica, que ocorre mais frequentemente em pessoas acima de 50 anos, sendo raramente diagnosticada em crianças, mais comum no sexo masculino, tratando-se de doença adquirida, sendo sua incidência de 0,1 a 1,8% nos exames contrastados do aparelho digestivo alto:
Uma mulher de 40 anos que estava dirigindo, usando cinto de segurança, chega ao pronto-socorro adequadamente imobilizada. Está hemodinamicamente normal. Apresenta paraplegia com nível em T10. O exame neurológico revela também perda da sensibilidade para dor e temperatura com preservação da propriocepção da vibração. Estes achados são consistentes com o diagnóstico de síndrome:
São indicações definitivas de intubação traqueal todos os recém-nascidos abaixo, EXCETO:
Compartilhar