Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Paciente sexo masculino, 10 anos de idade, procedente da zona rural. Apresenta queixa de febre, cefaleia e dor abdominal. Na história, destaca-se a ocorrência de um abscesso em couro cabeludo, há 30 dias, associado a febre. Após a ocorrência do fato, o paciente desenvolveu um quadro de persistência da febre e dor importante em HCD. O estado geral piorou, com leucocitose: 20000 com predomínio de polimorfonucleares (bastões: 10%, segmentados: 50%, linfócitos: 25%, eosinófilos: 15%) HT: 36, Hb: 11,6, TGO: 33,5, TGP: 34,7. O estudo, por imagem, de abdome mostrou fígado com dimensões limítrofes, múltiplas hipodensidades, em lobo direito, a maior delas em situação subcapsular, medindo 3,0 cm, em seu maior diâmetro. O diagnóstico mais provável, para o quadro descrito é:

A
hepatoblastoma.
B
abscessos hepáticos multifocais.
C
esquistossomose hepática.
D
hepatite pelo vírus A.
E
doença policística hepática.
Lactente de 8 meses com sopro cardíaco diastólico em ruflar fala a favor de:
Homem de 68 anos comparece à Unidade Básica de Saúde em busca de orientações sobre imunizações contra tétano e influenza. Nega ser portador de doenças crônicas. Refere acidente com prego há 1 dia, tendo sofrido lesão perfurante em calcanhar direito. Em sua carteira de vacinação, consta esquema vacinal atualizado de acordo com o Programa Nacional de Imunizações do Adulto e do Idoso, sendo que há 2 anos fez o reforço do toxoide tetânico. A conduta adequada é:
Um rapaz de 17 anos com antecedente de epilepsia desde os 5 anos, foi admitido com crises tonicoclônicas generalizadas, recorrentes, sem recuperação do nível de consciência entre as mesmas. Com relação ao quadro acima e em relação às síndromes epilépticas pode-se afirmar que:
Um paciente jovem, queixando-se de artrite, foi encaminhado pelo oftalmologista que identificou anéis de Kayser-Fleischer na córnea. Qual é o provável diagnóstico?
Compartilhar