Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Paciente, sexo masculino, 28 anos de idade, chega à emergência vítima de acidente motociclístico e, segundo relato da equipe de resgate, estava sem capacete e cursou com traumatismo cranioencefálico. Ao exame, o paciente encontrava-se pálido com pulsos filiformes e com expansibilidade torácica bilateral, desorientado, apresentava abertura ocular ao chamado e não possuía movimentação espontânea, mas localizava a dor quando estimulado. Um ferimento linear em supercílio e região temporal esquerdos com sangramento ativos chamava atenção. O paciente foi submetido a uma craniotomia descompressiva por hematoma intraparenquimatoso, e, no 8º dia pós-operatório cursou com edema ++/IV e dor do membro inferior esquerdo, com empastamento da panturrilha ipsilateral. O exame diagnóstico a ser solicitado é:

A
ecocardiograma
B
dupplex scan dos membros inferiores
C
flebografia dos membros inferiores
D
cintilografia pulmonar da ventilação-perfusão
E
tomografia computadorizada do membro inferior esquerdo
Na torção testicular podemos AFIRMAR que: Referência: SCHWARTZ, S. I. , SHIRES, T. , SPENCER, F. C. Princípios de Cirurgia. Rio de Janeiro. Editora Guanabara-Koogan. 2003.
Paciente com 15 semanas de idade gestacional apresenta, entre os resultados dos exames pré-natais de rotina, sorologia positiva para toxoplasmose, IgG positivo e IgM positivo. Qual deve ser a conduta imediata para definir a condução do caso?
Considere uma paciente de 35 anos, sexo feminino, apresentando dor intensa à palpação e à deglutição em região cervical anterior baixa, sem sinais logísticos. A alternativa correta é:
Qual o melhor tratamento para um paciente diabético que foi internado e apresenta quadro clínico de colecistite aguda há 24 horas com muita dor, febre e icterícia discreta e transaminases quatro vezes o normal e leucocitose? Ao ultrassom a vesícula está distendida com lâmina líquida perivesicular com cálculo no infundíbulo e via biliar normal.
Compartilhar