Questões na prática

Ortopedia

Fabiana, 14 anos, veio acompanhada com a mãe à consulta com seu médico de família. Fabiana queixa-se de “espinhas” e muito preocupada, pois ainda “não ficou menstruada e todas as amigas já ficaram”. Ao examinar Fabiana, o médico avaliou de acordo com a classificação de Tanner, que Fabiana se encontrava nos estádios M3, P3. Peso: 46Kg e Estatura: 1,55 m. Ao examinar Fabiana em posição ortostática, tronco ereto e face posterior do tronco para o examinador, percebeu discreta assimetria dos ombros e escápula direita proeminente. Ao solicitar que Fabiana realiza-se uma inclinação toracoabdominal no sentido anterior, verificou discreta assimetria na parede torácica. Fabiana não referiu dor lombar ou em qualquer ponto da coluna vertebral. O MFC solicitou RX da coluna (ântero-posterior e perfil) tendo como resultado: ângulo de Cobb igual a 10°. Qual a principal hipótese diagnóstica e conduta mais adequada?

A
Escoliose. Colete de Milwaukee.
B
Escoliose. Avaliação ortopédica.
C
Escoliose. Acompanhamento clínico regular.
D
Lordose. Tratamento cirúrgico.
Na atividade elétrica sem pulso, seguindo-se às manobras de ressuscitação, contraindica-se como medida inicial:
Vários estudos internacionais concluíram que o maior determinante na diminuição do risco cardiovascular em pacientes sob tratamento de hipertensão foi:
Considere os pacientes com os diagnósticos abaixo, todos em insuficiência respiratória: I. Doença pulmonar obstrutiva crônica descompensada. II. Asma descompensada. III. Edema agudo de pulmão. IV. Broncopneumonia. O uso de ventilação mecânica não invasiva, dos tipos CPAP (continuous positive airway pressure) e BIPAP (bilevel positive airway pressure) são mais adequados, respectivamente, para os pacientes:
Um homem de 60 anos, portador de doença pulmonar obstrutiva crônica grave, está em avaliação pré-operatória para correção de hérnia epigástrica sintomática. Faz uso regular de broncodilatadores. Os exames pré-operatórios revelam: sódio sérico: 121 mEq/L; potássio sérico: 3,6 mEq/L; cloreto sérico: 94 mEq/L e HCO3: 24 mEq/L. Inicia-se o tratamento do distúrbio hidroeletrolítico com restrição hídrica, mas as anormalidades não são corrigidas de forma satisfatória. Próximo passo:
Compartilhar