Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Peri, 35 anos, é atendido pelo GSE em via pública, após acidente automobilístico. Está alcoolizado, apresenta trauma torácico, com desconforto respiratório e hipotensão (PA 90/60 mmHg), que responde a infusão de cristaloides; FC 100 bpm, FR 28 irpm. Submetido a cateterismo vesical que dá saída a 50 ml de urina sanguinolenta, à ultrassonografia abdominal que revela moderada quantidade de líquido livre na cavidade peritoneal; à radiografia de tórax com hipotransparência difusa em hemitórax esquerdo. Ao ser transportado para o Serviço de Radiodiagnóstico, Peri apresenta novo quadro de hipotensão. O lavado peritoneal é positivo para sangue. Submetido à laparotomia exploradora, observa-se presença de laceração esplênica linear em polo inferior do baço, medindo cerca de 4 cm de extensão e aproximadamente 4 cm de profundidade. A conduta é:

A
esplenectomia parcial.
B
esplenectomia.
C
rafia esplênica.
D
ligadura de artéria esplênica.
Assinale a alternativa correta em relação aos reflexos primitivos e ao desenvolvimento motor nomal esperados para uma criança.
Um paciente do sexo masculino, de 5 anos, chega claudicando no pronto-socorro com uma história de dor em quadril esquerdo que se irradia para o joelho esquerdo há 2 dias. Mãe relata quadro de faringite viral duas semanas antes que se resolveu sem medicação. Ao exame físico, apresenta-se com o quadril esquerdo abduzido e flexionado, com dor à movimentação passiva. A velocidade de hemossedimentação é de 28 mm/h. O diagnóstico mais provável é:
Sobre a demência na Doença de Alzheimer, seus estágios e sintomas em paciente vigilante, relacione as colunas abaixo: Coluna 1: Estágio de Prejuízo (1) Grau Leve. (2) Grau Moderado. (3) Grau Grave. (4) Grau Profundo. Coluna 2: Prováveis Sintomas encontrados ( ) Incontinência, confinado ao leito. ( ) Depressão. ( ) Desenvolvimento de sintomas psicóticos como paranóia. ( ) Confinado ao leito com déficits motores significativos. ( ) Consciência de frustração pelo déficit. ( ) Psicose. ( ) Agitação. ( ) Dificuldade de alimentação. A sequência CORRETA, de cima para baixo, é:
Edema bipalpebral bilateral, representa causa rara de edema palpebral de origem infecciosa, pode ocorrer por compressão de drenagem linfática pela compressão exercida pelo aumento ganglionar; pode ser tão exuberante, a ponto de ser confundido erroneamente com edemas de causas renais. A descrição acima está relacionada com:
Compartilhar