Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Reumatologia

Pouco depois de um parto normal, um bebê a termo e em bom estado apresenta bradicardia sem outras anormalidades físicas. A condição materna mais comumente associada com o diagnóstico provável da criança é:

A
idade materna avançada
B
o uso de álcool durante a gravidez
C
doença materna autoimune
D
hipertensão materna
E
tabagismo materno
No item subsequente, é apresentada uma situação hipotética acerca de pediatria neonatal, seguida de uma assertiva a ser julgada. A radiografia do tórax de um paciente apresentou infiltrado reticulogranular difuso sem broncograma aéreo e silhueta cardíaca de limites imprecisos. Nessa situação, podem ser admitidos os seguintes diagnósticos clínicos: pneumonia bacteriana por Streptococcus agalactie, doença da membrana hialina e hemorragia pulmonar.
Adolescente masculino, com 16 anos e 6 meses de idade, refere aumento de peso há 7 anos com deposição de gordura em giba dorsal, abdome e membros. Apresenta ingestão alimentar excessiva e atividade física ausente. Pais e irmãos são obesos. Exame físico: Peso = 114,3 kg, estatura = 165 cm, IMC (índice de massa corporal) = 42 kg/m² (percentil 95 da curva de IMC para idade e sexo equivalente a 28 kg/m²), níveis pressóricos normais, desenvolvimento pubertário segundo os critérios de Tanner G (genital) 4 e P (pelos) 5, acantose nigricans em nuca e axila, lipomastia, estrias nacaradas em braços, coxas e região lombar. Restante do exame sem alterações. Pode-se afirmar que:
De acordo com os critérios do Center for Diseases Control (CDC) que foram adotados pelo Ministério da Saúde do Brasil, sem a realização de biópsia será possível fazer o diagnóstico de sífilis congênita confirmada no recém-nascido que apresentar:
Criança de 4 anos de idade com história de febre alta há seis dias, acompanhada de exantema macular e eritematoso em tórax e conjuntivite bilateral não purulenta. Ao exame físico observa-se linfadenopatia cervical de 3 cm de diâmetro, descamação em dedos das mãos e SS++/4+ em borda esternal esquerda. No hemograma apresenta neutrofilia e trombocitose. Em relação ao diagnóstico mais provável, é correto afirmar que:
Compartilhar