Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Gastroenterologia

Cirurgia Geral

<p>Paciente masculino, 30 anos, submetido à apendicectomia por apendicite aguda perfurada com abscesso pélvico por via laparotômica há 15 dias. Recebeu alta no quinto dia pós-operatório. Há 4 dias vem apresentando febre de 38,9ºC e abaulamento da ferida, com hiperemia. A ultrassonografia do abdome mostra edema e espessamento da parede no local da incisão de McBurney com ar no subcutâneo. Assinale a alternativa que apresenta o diagnóstico mais provável e a conduta recomendada: </p>

A
Trata-se de fístula estercoral após apendicectomia e o paciente deve iniciar nutrição parenteral total.
B
O paciente apresenta fístula entérica e deve ser submetido à drenagem da parede e ileostomia derivativa.
C
O paciente apresentou hematoma pericecal, drenado e infectado por bacilos Gram-positivos, originários da flora dérmica profunda, que deve ser drenado.
D
O paciente apresenta fístula entérica de baixo débito, distal, devendo ser drenada e iniciada imediatamente nutrição enteral por sonda com solução hidrolisada.
E
Trata-se de abscesso da parede abdominal com predomínio de Gram-negativos e anaeróbios, devendo ser drenado e iniciada antibioticoterapia.
Mulher, 50 anos, sofreu queda ao solo torcendo o joelho Direito (D). Ao exame físico, apresenta dor intensa, aumento significativo de volume e deformidade em varo no joelho D; edema discreto, pouca dor no pé D, que apresenta temperatura semelhante à do pé E e pulso pedioso presente nesse lado, porém fracamente palpável. O RX mostra fratura-luxação anterior tibiofemoral ao nível do joelho D, com grande fragmentação do planalto tibial. Acerca dessa situação, é CORRETO afirmar que:
Em qual grupo a prevalência de aneurisma da aorta abdominal é maior?
Qual é o conceito de distância útil na claudicação intermitente nos membros inferiores?
Assinale a alternativa que apresenta um fator que NÃO predispõe à síndrome de apneia e hipopneia obstrutiva do sono.
Compartilhar