Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Hematologia

Pediatria Geral

Reumatologia

Doenças Respiratórias

Pré-escolar, 4 anos de idade, apresentou resfriado comum há 8 dias, há 24 horas o pai notou "manchas vermelhas pequenas" no tronco e na face. A diurese está normal. Não há história de uso de drogas, imunizações recentes ou distúrbios hematológicos na família. Ao exame a criança está ativa, eupneica, hidratada, sem sangramento nas mucosas, hepatoesplenomegalia ou linfoadenopatia. O único dado positivo é a presença de petéquias no tronco e na face. Solicitado hemograma que evidenciou: Hb 12,0 g/dl (11,0 a 14,5), Ht = 34 ml, eritro/dl (33,0 a 43,0), leucograma = 8.000 (diferencial normal), Plaquetas 80.000/mm3 (150.000 a 450.000). Qual a principal hipótese diagnóstica?

A
Doença do von Willebrand
B
Púrpura trombocitopênica imunológica
C
Púrpura de Henoch-Schölen
D
Leucemia linfoide aguda.
E
Síndrome de Kasabach-Merritt
Lactente de quatro meses, com quadro de anemia microcítica, crise convulsiva mioclônica de difícil controle desde o nascimento. O ECG mostra padrão hipsarritmia. Qual a deficiência vitamínica?
É correto afirmar com relação as fraturas expostas:
JPC, 6 anos, é trazido ao pronto atendimento da pediatria acompanhado de sua mãe que refere que seu filho vinha com quadro gripal há aproximadamente 6 dias e, atualmente está com queixa de rinorreia purulenta, tosse diurna com piora noturna, obstrução nasal e febre não medida. Qual a primeira hipótese diagnóstica?
JPC, 6 anos, é trazido ao pronto atendimento da pediatria acompanhado de sua mãe que refere que seu filho vinha com quadro gripal há aproximadamente 6 dias e, atualmente, está com queixa de rinorreia purulenta, tosse diurna com piora noturna, obstrução nasal e febre não medida. Qual o principal agente etiológico?
Compartilhar