Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Reumatologia

Pré-escolar de 3 anos inicia, após um quadro de infecção respiratória alta, um eritema em nádegas e membros inferiores que evoluem para púrpura palpável, aumento de volume articular em joelhos e tornozelos, dor abdominal em cólica, que regridem em duas semanas. A principal complicação esperada neste paciente seria:

A
insuficiência cardíaca.
B
anemia hemolítica.
C
comprometimento renal.
D
anemia aplástica.
E
sangramento de sistema nervoso central.
Leia o caso clínico a seguir. Uma paciente de 25 anos, do sexo feminino, com diagnóstico prévio de migrânia com aura, apresentou piora das crises e se automedicou com sumatriptano em uso contínuo por 10 dias e, apesar da melhora da dor, a paciente evoluiu com parestesia seguida de hemiparesia esquerda de predomínio braquiofacial, hiper-reflexia, Hoffmann e Babinski à esquerda, sem alterações sensitivas ou da consciência e com coordenação preservada, sem rigidez de nuca e demais pares cranianos normais. Essa paciente é obesa e dislipidêmica, sem outras comorbidades. Com base nesses dados clínicos, o diagnóstico topográfico neurológico e a hipótese diagnóstica principal são, respectivamente:
No que se refere à associação entre situação clínica, agente etiológico e tratamento adequado,
Um lactente de nove meses, com diagnóstico de cardiopatia congênita com hiperfluxo pulmonar e pneumonias de repetição, é encaminhado ao Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais, para vacinação complementar. Seu esquema de imunização básica está completo. De acordo com o Ministério da Saúde, além da anti-influenza, que outra vacina deve ser indicada?
A depressão pós-parto pode ser caracterizada como um quadro:
Compartilhar