Questões na prática

Pediatria

Otorrinolaringologia

Doenças Respiratórias

Pré-escolar de dois anos apresenta febre de 39°C e vômitos. Ao exame: moderada hiperemia de orofaringe e pequenas úlceras nos pilares anteriores das amígdalas. Sua principal impressão diagnóstica é faringoamigdalite aguda por:

A
Estreptococo beta-hemolítico do grupo A .
B
Adenovírus.
C
Corynebacterium diphteriae.
D
Coxsackie A.
Paciente do sexo feminino, 38 anos, chega à sala de emergência com edema agudo de pulmão, em fibrilação atrial, evolui com insuficiência respiratória, sendo necessário ventilação mecânica e, após estabilização clínica, nota-se à ausculta cardíaca bulhas arrítmicas e sopro diastólico (+++/4+) em foco mitral. Sua principal hipótese diagnóstica:
Uma paciente de 35 anos é levada ao pronto-socorro em busca de um cirurgião. Conta que foi submetida a colecistectomia laparoscópica há 8 dias. Está prostrada e ictérica ++, queixando-se de dor em hipocôndrio direito, febre alta, náuseas e vômitos, há 2 dias. A ultrassonografia de abdome mostra a presença de moderada quantidade de líquido em ambos os espaços subfrênicos e no espaço de Morrison, além de discreta dilatação de vias biliares intra-hepáticas. Melhor conduta:
Uma paciente em trabalho de parto normal, 5 cm de dilatação, apresenta hemorragia vaginal imediatamente após a rotura artificial de membranas. A monitoração fetal revela padrão sinusoidal na cardiotocografia. O diagnóstico provável é:
Assinale a INCORRETA, sobre a investigação de icterícia:
Compartilhar