Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Doenças Respiratórias

Prematuro de 27 semanas e 1080g, com 60 horas de vida, está em ventilação mecânica com parâmetros mínimos após ter recebido 2 doses de surfactante. A primeira, com 2 horas, e a segunda, com 12 horas de vida, respectivamente. Há 3 horas, apresenta queda da saturação com necessidade de aumento de parâmetros ventilatórios. Ao exame, apresenta frequência cardíaca entre 168 a 180 bpm, precórdio hiperdinâmico, sopro sistólico em terceiro espaço intercostal esquerdo e pulso amplo. Gasimetria, com aumento de PCO2 e dimuição da PaO2. Neste momento, o diagnóstico mais provável, devido à piora clínica deste prematuro, é:

A
Pneumotórax hipertensivo bilateral.
B
Displasia broncopulmonar.
C
Hipertensão pulmonar persistente.
D
Pneumonia por streptococcus do grupo B.
E
Persistência do canal arterial.
A Sífilis congênita pode apresentar lesões cutâneas com as seguintes características:
O agente etiológico mais frequentemente apontado como responsável pela epiglotite e bronquiolite são respectivamente:
Dentre as afirmativas abaixo, assinale a situação que contra indica o lavado peritoneal diagnóstico.
Paciente masculino, 67 anos, sem doença prévia, procura o seu consultório para <i>check-up</i>. Nega uso de medicações. Relata história prévia de tabagismo, nega etilismo. Exame físico normal. Em relação ao rastreamento e profilaxias neste paciente, é CORRETO afirmar que:
Compartilhar