Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Endocrinologia

Infectologia

Neonatologia

Prematuro de 32 semanas de idade gestacional nasceu de parto transvaginal, com tempo de bolsa rota de 48 horas. Nas primeiras horas de vida, desenvolve quadro clínico e laboratorial compatível com sepse neonatal. O exame do líquor revela 2400 células com 100% de polimorfonucleares, glicose de 23 mg/dl (glicemia = 160 mg/dl) e proteína de 56 mg/dl. Qual o esquema antimicrobianao inicial mais adequado para o caso?

A
ampicilina e cefepime
B
apenas cefepime
C
vancomicina e gentamicina
D
ampicilina e gentamicina
Adolescente de 15 anos de idade previamente hígida é levada ao serviço de urgência com relato de febre há 3 dias, acompanhada de dor no hemitórax direito. Ao exame: 39ºC, taquicardia, murmúrio vesicular diminuído em 1/3 inferior do hemitórax direito. Radiologia do tórax revela consolidação na base direita. Neste caso, o agente etiológico mais provável e seu antibiótico de escolha é:
Mulher, 55 anos, apresenta formigamento em ambas as mãos, não associado a esforço ou atividade manual intensa. Sem doença pregressa. Ao exame físico, apresenta teste de Phalen positivo e, ao teste discriminativo digital, refere diminuição da sensibilidade dos dedos polegar, indicador e médio. ENMG recente aponta lentificação da velocidade sensitiva e motora do estímulo no punho. A síndrome mais provável dessa paciente é a do:
Masculino, 16 anos, consulta em UBS por febre, cefaleia, tosse e dor de garganta iniciados há três dias. Ao exame, observam-se adenite cervical, exsudato amigdaliano e hiperemia intensa de orofaringe. Recebe penicilina benzatina, mas retorna após 48hs por persistência da febre. Seu exame físico permanece igual. Qual o diagnóstico mais provável e conduta adequada?
Assinale a alternativa incorreta.
Compartilhar