Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Primigesta, 16 anos, solteira, mais de um parceiro sexual, apresenta lesões verrucosas genitais em fúrcula, lábios e perianal, de aspecto hiperqueratótico e papilomatoso, de 1 a 2 cm de diâmetro. Encontra-se na 40ª semana de gestação e em pródromos de trabalho de parto, fase latente. Assinale a alternativa INCORRETA sobre esse caso.

A
São lesões típicas de HPV, a mais frequente DST de etiologia viral
B
Imunomoduladores como o interferon e o imiquimode não podem ser usados para o tratamento dessas lesões na gestante
C
Ácido tricloroacético é uma boa opção de tratamento na gestante
D
Papilomatose respiratória no recém-nascido poderá ocorrer e se relaciona com exposição a canal infectado pelos sorotipos 18 e 36
E
Pode-se realizar o parto transpélvico, pois não há evidência científica de que a cesariana seja opção melhor na prevenção da transmissão vertical
Sobre o câncer de colo uterino, marque a afirmativa incorreta:
Uma mulher de 55 anos queixa-se de fogacho, secura vaginal e insônia. Nega co-morbidades prévias. G3 P2 A1, sendo que o aborto ocorreu na 3ª gestação e complicou com hemorragia maciça necessitando de histerectomia. Caso a pacientes já esteja em menopausa hormonal, o perfil laboratorial esperado é:
São condições associadas a hemólise, EXCETO:
Mulher de 25 anos, em consulta num posto de saúde, apresenta há 1 ano episódios frequentes de cefaleia hemicraniana esquerda de forte intensidade, com duração de até 24 horas. As crises ocorrem 4 a 5 vezes por mês, são acompanhadas de náusea, pioram em ambientes barulhentos e não respondem ao uso de paracetamol. O médico que a examinou prescreveu dois medicamentos: o primeiro, de uso diário, para prevenir as crises de cefaleia e o segundo, para ser usado somente quando houver dor. Dentre os abaixo, os medicamentos adequados são, respectivamente:
Compartilhar