Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Primigesta de 19 anos, com idade gestacional de 37 semanas, apresentando dor abdominal em barra e escotomas. Ao exame clínico constata-se: edema importante, generalizado; PA = 170/110mmHg; reflexos tendinosos exaltados; dinâmica uterina ausente; bfc = 152 por minuto; toque vaginal: colo uterino com dilatação de 5 cm. A conduta, neste caso, é:

A
anti-hipertensivo e cesárea imediata.
B
internação clínica com início de terapêutica medicamentosa com metildopa associada à nifedipina.
C
sulfato de magnésio intramuscular, hidralazina intravenosa e observação por 72 horas.
D
sulfato de magnésio, hidralazina intravenosa e indução de parto após estabilização do quadro.
E
indução de parto vaginal.
Assinale a alternativa CORRETA sobre o diagnóstico clínico da trombose venosa profunda (TVP) aguda:
Qual das seguintes medicações é CONTRAINDICADA de forma absoluta para a mãe que está amamentando seu filho ao seio?
Uma mulher de 40 anos que estava dirigindo, usando cinto de segurança, chega ao pronto-socorro adequadamente imobilizada. Está hemodinamicamente normal. Apresenta paraplegia com nível em T10. O exame neurológico revela também perda da sensibilidade para dor e temperatura com preservação da propriocepção da vibração. Estes achados são consistentes com o diagnóstico de síndrome:
Paciente do sexo feminino, 30 anos de idade, previamente hígida, foi submetida à ultrassonografia abdominal devido a queixas dispépticas vagas. No exame foi mortalidade devido à indução no lobo hepático direito, com dois centímetros de diâmetro. Qual o diagnóstico MAIS provável?
Compartilhar