Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Primigesta de 41 anos, sem pré-natal realiza exame sonográfico apresentando o seguinte laudo: Gestação tópica, única com biometria de cerca de 22 semanas; Placenta de inserção fúndica de espessura aumentada. Polidramnia moderada (ILA=24cm). Presença de ascite fetal. Ausência de alterações morfológicas detectáveis a essa idade gestacional. Exames laboratoriais realizados à emergência apresentarem o seguinte resultado: Tipo sanguíneo: A negativo; coombs indireto negativo; VDRL negativo. IgG e IgM para Toxoplasmose, rubéola e citomegalovírus negativos. Ecocardiografia fetal sem alterações. Os 2 diagnósticos mais compatíveis com o quadro apresentado são:

A
Anomalia cromossomial e mal formação do sistema nervoso central
B
Infecção congênita e anomalia cromossomial
C
Anomalia cromossomial e síndrome de anticorpo antifosfolipídeo
D
Mola parcial e Doença Hemolítica Perinatal
E
Doença Hemolítica Perinatal e síndrome de anticorpo antifosfolipídeo
É de suma importância para o médico entender os efeitos que uma medicação pode ter sobre outra. Nesse sentido, assinale a alternativa correta sobre os efeitos que a nicotina tem sobre as medicações.
Criança de 3 anos, trazida com história de febre, queda do estado geral e dor em membro inferior esquerdo com incapacidade de deambulação há 4 dias. Ao exame: temperatura axilar de 38,5ºC, dor intensa e impotência funcional em quadril, com atitude em flexão e palpação dolorosa de pontos articulares do quadril. O hemograma é infeccioso e a radiografia do quadril é normal. Considerando o diagnóstico mais provável, qual das condutas abaixo é mais apropriada?
A associação correta entre o comprometimento radicular lombar e os sinais clínicos é:
Quanto a efeitos dos psicofármacos, constata-se que:
Compartilhar