Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Primigrávida de 19 anos de idade, com 37 semanas de gestação, se apresenta na sala de Emergência devido a quadro de início recente de dor progressiva no quadrante superior direito do abdômen, náuseas, vômitos e cefaleia. Antes do início dos sintomas, a gravidez tinha transcorrido sem intercorrências. Nega antecedentes médicos relevantes e afirma ter tomado suplementos vitamínicos, ferro e ácido fólico. O exame físico mostra uma mulher obesa, desidratada com temperatura de 37,6°C, pulso de 110 bpm e PA de 140/95 mmHg. O quadrante superior direito do abdômen está hipersensível à palpação. O útero não está inflamado e nem contraído e os batimentos cardíacos fetais são de 142 bpm. Exames laboratoriais; hematócrito de 32%; série branca de 22.000 leucócitos/ml; plaquetas de 110.000/ml; tempo de protrombina de 14,9 seg (controle 12 seg); ureia de 24 mg/dl; glicemia de 56 mg/dl; creatinina de 1,5 mg/dl; albumina de 3,4 g/dl; bilirrubina de 1,8 mg/dl; fosfatase alcalina de 179 u/l,AST de 238 u/l; ALT de 372 u/l; amilase de 27 u /l, amônia de 90 ug/dl. EAS com leve proteinúria, 3 leucócitos por campo, sem cilindros. Ultrassonografia do abdome superior revela fígado levemente vesícula biliar discretamente dilatada com espessamento da parede, sem cálculos no seu interior.O pâncreas aparenta ser normal. O diagnóstico mais provável é:

A
colecistite aguda
B
esteatose hepática aguda da gravidez
C
pielonefrite aguda
D
pré-eclâmpsia
De acordo com a classificação POP-Q (Pelvic Organ Prolapse Quantification) proposta pela Sociedade Internacional de Continência, NÃO é correta a seguinte descrição:
As duas questões 24 e 25 referem-se ao caso clínico abaixo: Menina de 11 anos de idade é trazida à unidade de saúde pela mão com queixas de fluxo vaginal que mancha suas roupas intimas. A mãe relata secreção em pequena quantidade, sem odor, não irritativa, não pruriginosa. Na avaliação ginecológica, vulvoscopia sem sinais inflamatórios, hímen intacto, presença de pêlos na região pubiana recobrindo a linha média. Na avaliação da mama, apresenta elevação da mama e da papila, sem separação dos contornos as aréola e da mama. Qual a provável etiologia do fluxo vaginal apresentado pela paciente?
Assinale a alternativa correta sobre o câncer de mama:
Homem, 61 anos, tabagista, com diagnóstico recente de hipertensão, vem à consulta trazer exames para iniciar tratamento. Sua pressão arterial é de 140/92mmHg, similar às medidas anteriores, e seu peso é de 90kg. Seus exames revelam: Creatinina = 1,1mg/dl; QUE (exame comum de urina): ausência de proteína; Glicose = 92mg/dl; Colesterol HDL: 45mg/dl; Colesterol LDL: 112mg/dl; Eletrocardiograma: ritmo sinusal, presença de sobrecarga de ventrículo esquerdo. O risco cardiovascular calculado pelo escore de Framingham é de 22% em 10 anos. Sobre o manejo desse paciente, a conduta mais apropriada é:
Compartilhar