Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Priscila tem 22 anos, gesta II/I, idade gestacional de 31 semanas e relato de um parto normal prematuro há três anos. Procura a emergência por apresentar cólicas frequentes que ficaram mais intensas nas últimas duas horas. Durante o exame você identifica BCF 140 bpm, 2 metrossístoles em 10' de 35”, tônus normal, ao toque colo dilatado 2,0 - 3,0 cm, bolsa íntegra cefálica. Diante deste exame você deve:

A
manter repouso por duas horas com hidratação e dar alta.
B
internar a paciente e prescrever antibiótico venoso.
C
prescrever uterolíticos via oral e liberar a paciente.
D
indicar tocólise venosa, corticoide e hidratação.
São procedimentos considerados de alto risco na recomendação de profilaxia da endorcardite infecciosa, exceto:
A respeito da desnutrição energético-proteica, é correto afirmar:
Lactente de 2 anos de idade é atendido com queixa de distensão abdominal e edema de membros inferiores. Mãe refere emagrecimento, anorexia e irritabilidade a partir de 1 ano de idade. As fezes são semi-pastosas, de cor acizentada, brilhantes e em grande quantidade, sem muco ou sangue. Não apresenta vômitos.Teve aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade; a partir de então recebe frutas, leite de vaca e sopa com legumes, cereais e carnes. Ao exame a criança está desnutrida, com tecido celular subcutâneo escasso, glúteos diminuídos, irritada, hipocorada, anictérica, com edema em membros inferiores e distensão abdominal, sem visceromegalias. O restante do exame físico é normal. Qual a principal hipótese diagnóstica para este caso?
As infecções do trato urinário são comuns durante a gestação e a bacterirúria assintomática é a forma mais frequente. De um modo geral, o germe habitualmente mais encontrado neste tipo de infecção é:
Compartilhar