Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Dermatologia

<P>Sobre a Síndrome de Fournier PODEMOS AFIRMAR que: 1: Caracteriza-se por uma fasciite necrotizante na região genital, perineal ou perianal, com grave quadro toxêmico. 2: A infecção limita-se ao tecido da fáscia, não comprometendo músculos ou órgãos da região. 3: Apresenta alta morbimortalidade sendo uma das complicações mais temidas das cirurgias anorretais. 4: Na evolução surgem bolhas purpúreas e equimoses com sensibilidade cutânea local aumentada. 5: A crepitação local indica a formação de gás nos tecidos subcutâneos formados por bactérias aeróbias e anaeróbias. 6: A lesão evolui para gangrena de rápida progressão e na drenagem há saída de grande quantidade de secreção purulenta e inodora. Assinale a afirmativa correta. </P>

A
Todas as afirmações estão corretas.
B
As afirmações 1, 2, 3 e 4 estão erradas.
C
As afirmações 2, 3, 5 e 6 estão erradas.
D
As afirmações 1, 2, 3 e 5 estão corretas.
E
As afirmações 2, 3, 4 e 6 estão erradas.
O diagnóstico de pré-eclâmpsia deve ser suspeitado quando encontramos hipertensão arterial materna e proteinúria, associados ou não a edema generalizado. Caracteriza pré-eclâmpsia grave quando:
O acondicionamento correto de um segmento amputado é muito importante para o sucesso do reimplante. Como deve ser feito?
Na fratura supracondiliana do úmero da criança, qual a estrutura nervosa mais comumente lesada?
Menino, 8 anos, negro, há 5 dias com aumento do volume, calor, vermelhidão e dor intensa no joelho direito que dificultam a deambulação, acompanhados de febre há dois dias. Joga futebol diariamente, mas nega traumatismo. Antecedente de pneumonia aos sete anos de idade. Exame físico: estado geral satisfatório, toxemiado, T 38,7°C, tecido celular subcutâneo escasso, linfoadenomegalia inguinal bilateral, escoriações e hematomas em pernas e muita dor à movimentação. A hipótese diagnóstica e a conduta são:
Compartilhar