Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Quais são os exames de rotina que devem ser solicitados no pré-natal de baixo risco?

A
Glicemia de jejum, parasitológico de fezes, sorologia para rubéola e citomegalovírus, VDRL, sumário de urina, ultrassonografia, tipagem sanguínea, eletroforese das hemoglobinas, sorologia para HTLV e hemograma.
B
Sumário de urina (se possível, também a urocultura), VDRL, tipagem sanguínea, anti-HIV, glicemia de jejum, ultrassonografia, sorologia para hepatite B, colpocitologia oncótica e hemograma.
C
Sorologia para toxoplasmose e rubéola, anti-HIV, parasitológico de fezes, hemograma, colpocitologia oncótica e sumário de urina (se possível, também a urocultura) e ultrassonografia.
D
Sorologia para Hepatite B, toxoplasmose, citomegalovírus e rubéola, urocultura, glicemia de jejum e tipagem sanguínea, VDRL e parasitológico de fezes.
E
Anti-HIV, sorologia para citomegalovírus e Hepatite B, eletroforese das hemoglobinas, hemograma, parasitológico de fezes, sumário de urina (se possível, urocultura), ultrassonografia e tipagem sanguínea.
Ao dar banho em uma criança de 1 ano, a mãe notou uma massa abdominal endurecida e a levou ao pediatra. A criança é assintomática. Ao exame físico, nota-se massa endurecida em flanco esquerdo e presença de aniridia, sem outras alterações. Realizou os seguintes exames: hemograma normal, urina tipo I com hematúria microscópica, radiografia simples de abdome com algumas imagens de microcalcificações e ultrassonografia com massa sólida retroperitoneal. O provável diagnóstico é:
Buftalmo, epífora e edema de córnea (aspecto esbranquiçado) são sinais clínicos relacionados com:
Paciente, de 59 anos, do sexo masculino, assintomático, com PSA total de 5,6ng/ml. Ao toque retal, constata-se próstata fibroadenomatosa pesando 20 g. Realizou biópsia obtendo-se 12 fragmentos. O resultado foi adenocarcinoma acinar usual em dois fragmentos da base à direita e um fragmento do ápice à direita. Baseado nestas informações, escolha a opção que reflete o estadiamento TNM desse paciente:
Uma mulher de 57 anos de idade, portadora de litíase biliar diagnosticada há 12 anos por ultrassonografia abdominal, tem antecedentes de três episódios sugestivos de colecistite aguda tratados clinicamente. Não tem outras comorbidades. Submetida à ultrassonografia abdominal há cerca de duas semanas, em decorrência de novo quadro de dor abdominal em cólica, o exame mostrou, além de vários cálculos pequenos no interior da vesícula, placas opacificando os contornos da parede, sugerindo "vesícula em porcelana". Qual a conduta mais indicada nesse caso?
Compartilhar