Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Nefrologia

Reumatologia

Qual a causa mais comum de púrpura não trombocitopênica na infância?

A
Infecciosa.
B
Por hipersensibilidade medicamentosa.
C
Por desordens na função plaquetária.
D
Púrpura de Henoch-Schönlein.
E
Síndrome hemolítico-urêmica.
A coarctação de aorta ocorre em cerca de 5% a 8% do total de pacientes com malformações cardíacas congênitas e o diagnóstico precoce é muito importante. A suspeita diagnóstica pode ser feita durante o exame físico de rotina através da:
Em relação à obstrução arterial, considere as seguintes afirmativas: 1. Na embolia arterial aguda, a maior fonte de êmbolos é o coração. 2. Na embolia arterial aguda, geralmente o paciente relata claudicação intermitente prévia. 3. Oclusões trombóticas isoladas da artéria femoral geralmente não levam a quadros importantes de claudicação. 4. Em relação à claudicação intermitente, a distância da claudicação não se altera quando se mantém o mesmo ritmo da marcha tanto no aclive quanto no declive. 5. A anamnese e o exame clínico concluem com razoável precisão se o paciente sofreu embolia ou trombose aguda. Assinale a alternativa correta:
Qual a hipótese diagnóstica e a principal associação em caso de criança de 18 meses com taquicardia incessante?
Lactente de 8 meses de idade, sexo masculino, é levado inconsciente ao serviço de pronto atendimento próximo da residência, após episódio compatível com quadro convulsivo. A mãe refere que a criança estava sentada no chão da sala e que, brincando com a irmã de 2 anos, caiu de costas batendo a cabeça. Na avaliação médica encontrou-se no fundo de olho hemorragia retiniana bilateral. A principal hipótese diagnóstica é:
Compartilhar