Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Qual a conduta imediata preconizada para um paciente que chega à emergência queixando-se de palpitação súbita há 25 minutos, encontrando-se taquicárdico (FC = 200 bpm), dispneico (FR > 30 ipm, presença de estertores em bases), sudorese fria, leve letargia e hipotenso (PA = 70/50 mmHg) com ECG mostrando quadro de Fibrilação Atrial?

A
Desfibrilação imediata com 360 Joules.
B
Cardioversão Elétrica Sincronizada iniciando-se com 100 Joules.
C
Bolus de 150 a 300 mg de Amiodarona EV, seguida de posterior infusão contínua de droga (01 mg/min primeiras 6 horas e 0,5 mg/mn nas 18 horas seguintes).
D
Digitálico EV.
E
Betabloqueador EV (Metoprolol 05mg EV em bollus, podendo-se repetir até dose máxima de 15 mg).
Um senhor de 53 anos chega ao PS relatando ter acordado às 3h da madrugada devido a uma cefaleia súbita, de forte intensidade, acompanhada de 2 episódios de vômitos. Nega episódios semelhantes previamente. Tem antecedente de hipertensão e faz uso regular de captopril. Após analgesia EV refere estar melhor. Qual a conduta que se deve tomar?
Pacientes submetidos à anestesia subaracnoidea podem apresentar hipotensão. A gênese da hipotensão nestes casos se deve principalmente, à:
Uma crise convulsiva, ocorrida em vigência de febre, justifica uma investigação mais pormenorizada quando tem por característica:
A Comunicação Interventricular (CIV) complica-se com frequência por:
Compartilhar