Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Qual a doença de base predominante em pacientes em terapia renal substitutiva no Brasil?

A
Hipertensão arterial.
B
Diabetes mellitus.
C
Glomerulonefrite.
D
Pielonefrite.
E
Rins policísticos.
Paciente do sexo feminino, 32 anos de idade, previamente hígida, não tabagista, queixa-se de tosse seca irritativa há oito semanas e dispneia a grandes esforços. Internada por ter apresentado um episódio leve e único de hemoptise. A radiografia de tórax mostrou pulmão branco unilateral com a traqueia desviada para o mesmo lado. Qual a hipótese diagnostica inicial mais provável?
A clássica tríade composta por baixo débito cerebral, angina e insuficiência ventricular esquerda progressiva é encontrada na: Referência: GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil - Tratado de Medicina Interna - 21ª Edição.
Um paciente de 55 anos, no 8º dia de internamento, em uso de heparina não fracionada, apresenta contagem de plaquetas de 55.000/mm³. Apresenta exame físico sem anormalidades, e laboratorialmente as funções hepática e renal eram normais. Qual é o DIAGNÓSTICO MAIS PROVÁVEL e a COMPLICAÇÃO MAIS FREQUENTE para este caso?
Sobre as distrofinopatias, assinale a alternativa INCORRETA.
Compartilhar