Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Dermatologia

Qual a melhor conduta para um caso de hanseníase dimorfa, baciloscopia 2+, com reação tipo I?

A
introduzir talidomida na dose de 100 a 400 mg ao dia.
B
iniciar tratamento específico para hanseníase somente após a melhora do edema das lesões, obtida com corticoide.
C
iniciar com pentoxifilina 400 mg ao dia. Suspender dose autoadministrada e manter a dose supervisionada até o controle total da reação.
D
iniciar tratamento específico juntamente corticoterapia sistêmica.
E
iniciar imediatamente tratamento específico da hanseníase. Após 6 meses do início do tratamento, introduzir talidomida e prednisona.
São doenças passíveis de imunização, segundo o Programa Nacional de Imunizações (PNI):
Os mais importantes fatores prognósticos na Hemorragia Subaracnóide secundária à ruptura de aneurisma são:
São desvantagens da cirurgia videolaparoscópica, EXCETO:
Em relação a otite média aguda (CMA) na infância, o aspecto da membrana timpânica ao exame atoscópico que traduz maior sensibilidade e especificidade para o diagnóstico é:
Compartilhar