Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Qual a sequência CORRETA a ser instituída na reanimação em sala de parto de um RN que nasce com mecônio espesso e na primeira avaliação está com FC 120 bpm, com tônus em flexão, respiração rítmica e regular, cianose generalizada?

A
Calor radiante > posicionar > aspirar boca e nariz > secar.
B
Aspirar boca e hipofaringe sob visualização direta > calor radiante > secar.
C
Intubação imediata > aspiração de traqueia pela cânula de intubação > secar.
D
Calor radiante > secar > aspirar boca e hipofaringe sob visualização direta.
E
Calor radiante > secar > intubação > aspiração de traqueia com sonda por dentro da cânula de intubação.
BSC, de 65 anos, sexo masculino, tem quadro arrastado (seis meses) de alteração da força muscular, que iniciou na perna esquerda, com dificuldades de levantar o pé e, após três meses, a outra perna também estava fraca. Há um mês, os sintomas pioraram, aparecendo fraqueza do braço esquerdo e alteração da voz. Ao exame, notam-se atrofia muscular, sensibilidade normal, hiperreflexia global a fasciculação. O diagnóstico do quadro descrito é:
O diagnóstico de transtorno de personalidade baseia-se, fundamentalmente:
Paciente com 32 semanas de gestação sofreu acidente de automóvel. Estava dirigindo a 60 km/h, vinha utilizando cinto de segurança e não sofreu lesões externas. Foi atendida no pronto-socorro, onde recebeu atendimento adequado e liberada após seis horas de observação sem qualquer lesão constatada. Dois dias após, chega à maternidade com contrações uterinas regulares (2 a cada 10 minutos) e cardiotocografia reativa. Qual o diagnóstico provável?
Mulher, 29 anos, preta, assintomática, apresenta, em radiograma de tórax realizado para admissão no trabalho, linfoadenomegalias nas regiões hilares e paratraqueais, bilateralmente. Hemograma normal. Mantoux não reator. Ao exame físico, não apresenta linfonodos palpáveis. Qual é a principal suspeita diagnóstica?
Compartilhar