Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Qual das seguintes associações é CORRETA em relação ao diagnóstico da anemia hemolítica?

A
Esquistócitos - Hemólise associada a próteses intravasculares
B
Esferócitos - Anemia falciforme
C
Células em alvo - Hemólise por crioaglutininas
D
Acantócitos - Talassemias
Mulher de 63 anos, viúva, do lar, procurou seu médico de família com queixa de “tristeza” que já se prolonga há três meses. Na anamnese, o médico constatou humor deprimido, fatigabilidade, ideias de culpa, perturbações do sono, apetite diminuído e autoestima reduzida. A paciente negou qualquer evento traumático nos últimos meses. Ao exame: Peso = 86 kg; 1,62 metros de altura; PA = 130 x 80 mmHg. Exame neurológico sem alterações. Mini exame do estado mental = 24. Com base nos critérios para diagnóstico de episódio depressivo do CID-10, qual o provável diagnóstico e tratamento farmacológico para essa paciente?
Você recebeu um lactente de 6 meses com história de estridor desde os primeiros dias de vida. Na anamnese, você registra que o ruído surgiu nos primeiros dias de vida e que vem se agravando a cada dia, não ocorrendo variações com as mudanças de decúbito. O lactente já foi atendido em emergência duas vezes, pois apresentou cianose e sufocação durante as alimentações. A mãe não observou choro rouco. Nos antecedentes, o parto foi cesáreo, a termo, sem intercorrências, Apgar 9/10. Nas suas considerações diagnósticas, em primeiro lugar, você incluiria:
Homem que trabalha com metalurgia (soldador) de 47 anos refere início súbito de turvação visual, dor ocular bilateral e resplandescência (halo ao olhar para de fontes luminas). Ao exame, observa-se hiperemia conjuntival difusa e congestão conjuntival periférica. A pupila se encontrava mediomidriática. O diagnóstico provável é:
Paciente de 13 anos de idade, sexo masculino, queixa-se de dor em região anterior do joelho direito. Ele pratica handebol 3 vezes por semana. A radiografia do joelho mostra um ossículo na inserção do ligamento patelar junto à tuberosidade anterior da tíbia. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Compartilhar