Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Qual dos sinais ou sintomas NÃO se relaciona à pré-eclâmpsia grave:

A
Polaciúria.
B
PAS = 160 ou PAD = 110 mmHg.
C
Cefaleia.
D
Dor epigástrica.
E
Alterações visuais.
Em um pronto-socorro dão entrada dois pacientes: uma jovem que, após ter terminado um relacionamento, fez uso de grande quantidade de etilenoglicol; e um escolar que acidentalmente ingeriu grande quantidade de ácido acetilsalicílico. Dentre os exames laboratoriais solicitados, chegaram às mãos do plantonista, os seguintes resultados respectivamente da jovem e do escolar:
Um paciente de 58 anos é admitido no CTI em função de um IAM com supradesnivelamento do segmento ST em parede infero-dorsal. Apesar de terapia trombolítica (t-PA) ser iniciada em um ?t compatível ( 4 horas desde o início da dor), não há sinais clínicos, eletrocardiográficos ou enzimáticos de reperfusão. O paciente, todavia, evolui bem, sem instabilidade hemodinâmica ou arritmias cardíacas. No 5º dia de evolução, porém, o paciente desenvolve dispneia súbita, associada a quadro de franco edema agudo de pulmão (EAP). Ao exame físico, além dos sinais próprios do EAP, está presente um intenso sopro sistólico (4+/6+) em ponta; a pressão arterial é de 100x60 mmHg, a frequencia cardíaca é de 120 bpm e a respiratória, 36 irpm. Todas as intervenções terapêuticas abaixo apresentadas foram consideradas, sendo apenas uma EQUIVOCADA. Assinale a conduta inadequada em razão do exposto:
O diagnóstico mais provável em uma paciente com hipertensão arterial, hipocalemia, masculinização. Apresentando ao USG massa de sete centímetros em suprarrenal.
Paciente de 28 anos, sexo masculino, procura assistência médica devido à asma. Refere a necessidade de utilizar o medicamento fenoterol via inalatória 3 vezes por semana. Qual dos medicamentos abaixo está recomendado como primeira escolha para o tratamento desse paciente?
Compartilhar