Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Qual é o sinal menos frequentemente observado num paciente destro com doença cérebro-vascular isquêmica no hemisfério dominante?

A
Hemiparesia direita.
B
Heminegligência direita (negligência de eventos sensoriais).
C
Hemianopsia homônima direita.
D
Afasia motora.
E
Déficit sensitivo à direita.
Assinale a alternativa incorreta:
Paciente de 18 anos, admitida no serviço de emergência com hematócrito de 18%, VCM 114 fl, reticulócitos 18%, leucócitos 9.800/mm³ e plaquetas 220.000/mm³. No sangue periférico, existem microesferócitos. O diagnóstico mais provável e o teste confirmatório são:
Anália, 58 anos, internada com febre, náusea e dor abdominal de forte intensidade em hipocôndrio direito com irradiação para o dorso há 36 horas, com piora nas últimas 12. Exame físico: FC 92 bpm, FR 23 irpm, Tax 39°C, dor abdominal intensa à palpação do hipocôndrio direito. Exames laboratoriais: leucograma: 19.000/mm³ (eosinófilos 0%, bastões 10%, segmentados 78%), bilirrubina total 1,2mg/dl, direta 0,7mg/gl, indireta 0,5 mg/dl; EAS normal. A conduta diante desta complicação é:
Milton, 1 mês e 25 dias de idade, apresenta, há 24 horas, leve coriza hialina, tosse discreta, fezes líquidas amareladas (cerca de sete evacuações), febre alta que cede com paracetamol e reaparece algumas horas depois. Hoje teve várias “crises” de choro forte e está “um pouco diferente”. Recebe leite materno e fórmula láctea industrializada desde 28 dias de idade. Exame físico: peso 4.900 g, T.ax 39,1ºC, FC 144 bpm, FR 40 irpm; alterna períodos de choro intenso com apatia, irritável ao manuseio, hipertonia muscular difusa, fontanela plana levemente deprimida, elasticidade cutânea e turgor discretamente reduzidos, ausência de lágrimas, sede exacerbada, pulsos amplos e acelerados, extremidades acianóticas, ausculta cardiopulmonar, abdome e membros inferiores sem alterações. As duas principais hipóteses diagnósticas são:
Compartilhar